Escrito por em 19/03/2019

Você já ouviu falar nos benefícios do chá de casca de abacaxi? Pois saiba que essa parte da fruta que geralmente é jogada no lixo é extremamente nutritiva e possui diversas propriedades medicinais importantes.

Nesse artigo do Chá Benefícios você vai conferir quais são esses benefícios e para que serve exatamente. Além disso, vai conferir algumas receitas de preparo do chá feito com a casca do abacaxi e ainda quais são os cuidados e contraindicações ao se consumir tais bebidas.

No meio científico, o abacaxi é chamado de Ananas comosus. Ao contrário do que muitos pensam, ele não é uma fruta, mas uma infrutescência. Ou seja, ele é formado pela junção de centenas de pequenos frutos, que ficam unidos pelo centro dele.

O abacaxizeiro é uma planta nativa do continente americano e atualmente é cultivado em diversas regiões tropicais e subtropicais do planeta. Os frutos que formam o abacaxi são ricos em diversas vitaminas, minerais e açúcares. (1)

Além disso, eles apresentam poucas calorias e podem trazer diversos benefícios para a saúde. Não é apenas na polpa que eles são encontrados, uma vez que a casca também é rica em diversos nutrientes e é sobre ela que você vai descobrir ainda mais nesse artigo.

Receitas de chá de casca de abacaxi

O chá de casca de abacaxi pode ser preparado de diversas maneiras. De acordo com a farmacêutica especialista em plantas medicinais, Adriana Pereira Freire Junqueira, a infusão pode ser consumida pura, apenas com a casca do abacaxi, ou misturado com outras ervas de propriedades semelhantes.

Bebidas de abacaxi

Chá de casca de abacaxi é rico em minerais e vitaminas (Foto: depositphotos)

Dessa maneira, os feitos positivos da bebida são potencializados. Confira algumas receitas possíveis de chá de casca de abacaxi que podem ser feitos em casa.

Chá de casca de abacaxi

Quando consumido puro, o chá da casca de abacaxi tem diversas propriedades nutricionais e medicinais. Além disso, o preparo é bastante simples e ele pode ser consumido quente ou gelado. Nesse último caso, é perfeito para substituir refrigerantes e sucos industrializados.

Para preparar você irá precisar apenas da casca de um abacaxi médio e um litro de água. Leve a água para ferver e logo depois adicione as cascas do abacaxi. Deixe cozinhando por 10 minutos.

Após esse tempo, bata a bebida no liquidificador e adoce a gosto. O ideal é usar mel ou adoçantes à base de stévia ou sucralose. Consuma quente ou leve à geladeira.

Chá de casca de abacaxi com gengibre

Para essa receita você vai precisar da casca de um abacaxi, que deve ser higienizada com cuidado antes do uso, um litro de água e duas colheres (de sopa) de gengibre fresco.

Leve a água em uma panela ao fogo e quando levantar fervura, junte todos os ingredientes. Deixe ferver por 10 minutos, logo depois bata tudo no liquidificador e consuma a bebida ainda quente ou gelada.

Segundo a especialista em plantas medicinais, assim como a casca do abacaxi, o gengibre é termogênico e anti-inflamatório. Por essa razão, essa bebida é eficaz para emagrecer e tratar problemas de saúde.

Chá de casca de abacaxi com canela

A canela é outro ingrediente termogênico e diurético, que potencializa o efeito emagrecedor da bebida. No entanto, vale lembrar que a canela não deve ser consumida por mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Para esse chá você precisa apenas da casca de um abacaxi, um litro de água e uma canela em pau. Em primeiro lugar, leve a água ao fogo e quando começar a ferver, adicione a casca do abacaxi e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos.

Logo depois desse tempo, desligue o fogo e deixe a infusão descansando por alguns minutos. Por fim, bata tudo no liquidificador, coe e adoce com mel ou adoçantes como stévia, mexendo tudo com a canela.

Chá de casca de abacaxi com hortelã

A hortelã é bastante eficaz no tratamento de doenças respiratórias e problemas gástricos. Quando associada com a casca de abacaxi em chás, os efeitos positivos da bebida são potencializados.

A lista de ingredientes para essa receita são: casca de um abacaxi, um litro de água, seis folhas de hortelã e uma canela em pau.

Em primeiro lugar, ferva a casca de abacaxi na água por cerca de 10 minutos. Logo depois, desligue o fogo e adicione as folhas de hortelã, deixando os ingredientes em infusão por mais 5 minutos.

Por fim, bata tudo no liquidificador, coe e adoce a gosto. A canela em pau deve ser usada para misturar o adoçante, liberando o sabor aos poucos.

Receita do xarope com a casca de abacaxi

Além dos chás citados anteriormente, a farmacêutica Adriana Junqueira também indica o preparo do xarope caseiro de casca de abacaxi.

Segundo a profissional, essa é uma opção mais saudável e barata, além de ser extremamente eficaz para problemas respiratórios e alívio da tosse.

Os ingredientes necessários para o xarope expectorante caseiro de casca de abacaxi são:

  • Meio quilo de açúcar mascavo
  • Uma xícara de água
  • Um abacaxi inteiro, fruta e casca
  • Um maço de agrião
  • Quatro colheres (de sopa) de mel.

O modo de preparo é bastante simples. Em primeiro lugar, leve o açúcar e a água ao fogo até chegar em ponto de fio mole. Esse ponto é atingindo quando a calda forma um fio fino da colher até a panela.

Logo depois, adicione o abacaxi lavado e cortado em pedaços pequenos. Misture tudo e adicione o agrião juntamente com os talos, deixando cozinhar por 10 minutos.

Caso a receita fique muito grossa, adicione um pouco de água ao longo do preparo. Quando se passar o tempo, desligue e deixe esfriar completamente.

Por fim, acrescente o mel. Segundo Junqueira, esse passo deve ser feito com muito cuidado. Por exemplo, é recomendado adicionar o mel na bebida fria, pois a temperatura quente pode dissipar as propriedades medicinais desse melado.

Depois é só colocar em um pote de vidro e guardar na geladeira. A profissional ainda indica consumir três colheres (de sobremesa) por dia, no caso de pacientes crianças. Já para os adultos, a recomendação é uma colher (de sopa) a cada três horas, enquanto durarem os sintomas.

Junqueira também alerta que como produtos naturais não possuem conservantes, eles estragam mais facilmente. Por isso, o xarope caseiro deve ser guardado na geladeira e consumido em no máximo dois meses.

Quais os benefícios encontrados na casca de abacaxi?

Existem diversos benefícios de se consumir a casca do abacaxi, tanto nutricionais quanto medicinais. Isso porque, a casca da fruta também possui diversos nutrientes importantes para a manutenção do organismo.

Segundo a farmacêutica Adriana Junqueira, a casca da infrutescência é extremamente rica em fibras e diversos tipos de vitaminas, como as vitaminas A, C e do complexo B. Também são encontradas proteínas e gorduras vegetais.

Além disso, a casca do abacaxi apresenta um alto teor de água e alguns minerais essenciais para a saúde. Sendo os principais deles o cálcio, ferro, magnésio, enxofre, sódio, cloro e potássio.

Outras substâncias encontradas em abundância na casca da fruta são o betacaroteno, um pigmento natural com efeitos antioxidantes, e a bromelina. Sendo essa última, uma enzima que tem efeitos anti-inflamatórios, anti-alérgicos e ainda protege o estômago e auxilia no processo de digestão.

Por essas razões, o chá de casca de abacaxi pode ser usado como um digestivo natural e ainda auxilia no consumo de todos os nutrientes essenciais diários.

Outro benefício proporcionado pela casca do abacaxi é a diminuição dos efeitos negativos do consumo do álcool nas células do cérebro. Tudo isso graças às substâncias antioxidantes. (2)

Chá de casca de abacaxi serve para que?

Como já foi mencionado, a casca de abacaxi possui diversos benefícios que justificam o consumo dessa parte comumente jogada fora. De acordo com Adriana Junqueira, a casca de abacaxi serve para tratar problemas digestivos e inflamações.

Além disso, ela possui substâncias com efeitos expectorantes. Nesse caso, ajuda a eliminar o muco das vias respiratórias e também ajuda no tratamento de doenças e infecções na garganta e no sistema respiratório.

Junqueira ainda destaca que a casca de abacaxi também pode ajudar a combater a depressão, melhorar a qualidade da memória e tratar doenças autoimunes. Da mesma forma, os componentes encontrados na casca também são úteis contra as dores do reumatismo.

Essa última indicação se deve principalmente a ação dos compostos naturais chamados de flavonoides e taninas. Essas substâncias ajudam a diminuir as dores e a reduzir a necrose em testes feitos em ratos. Por isso, a substância é indicada para tratamento de doenças reumáticas como a artrite e a artrose. (3)

Por fim, essa bebida também ajuda a conter a proliferação desenfreada das células do corpo e é anti-metastático. Ou seja, impede que as células cancerígenas possam se espalhar para outras partes do corpo. (4)

A casca de abacaxi ajuda a emagrecer?

O chá de casca de abacaxi é bastante eficaz no processo de emagrecimento. De acordo com Junqueira, isso acontece principalmente devido à ação da bromelina.

Essa enzima melhora o processo de digestão e também ajuda no funcionamento do intestino. Além disso, o chá ajuda a reduzir o apetite e aumenta a sensação de saciedade. Dessa maneira, o corpo demora mais tempo para sentir vontade de comer novamente.

Chá de abacaxi

Esse chá consegue reduzir o apetite e promover saciedade (Foto: depositphotos)

Outros pontos da bebida que fazem com que ela seja eficaz no processo de emagrecimento são as suas ações termogênicas e diuréticas. Ou seja, ele aumenta a queima de gordura pelo organismo, principalmente durante a prática de exercícios físicos e também auxilia no processo de retirar toxinas do corpo através da urina.

Além disso tudo, o chá da casca da fruta desintoxica o organismo das substâncias nocivas e possui poucas calorias. Junqueira informa que são apenas cerca de 40 para cada xícara da infusão.

A ação anti-inflamatória presente na casca também tem sua função para quem quer emagrecer. Isso porque, pessoas que estão acima do peso costumam apresentar quadros de inflamação crônica que são causados pela ingestão de açúcares e carboidratos.

Cuidados e contraindicações

O chá de casca de abacaxi não deve ser consumido em excesso, de acordo com Junqueira. Isso porque a fruta contém um alto nível de açúcar natural, podendo aumentar os níveis deste componente no sangue, principalmente em diabéticos.

Mulheres grávidas e que estejam amamentando podem consumir o chá, menos as opções com canela.  Como a bebida pura tem o efeito diurético,ela pode ajudar a diminuir os inchaços comuns durante a gestação e a perder o excesso de peso após a gravidez.

*Artigo feito com a colaboração da farmacêutica especialista em Plantas Medicinais Adriana Pereira Freire Junqueira, mestre em ciência em saúde com foco em farmacologia das plantas medicinais.

Referências

(1) CRESTANI, Maraisa et al. “Das Américas para o Mundo – origem, domesticação e dispersão do abacaxizeiro“. Ciência Rural, v.40. n.6. p.1473-1483, junho de 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-84782010000600040&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 17 de dezembro de 2018.

(2) ERUKAINURE, Ochuko L et al. “Protective effect of pineapple (Ananas cosmosus) peel extract on alcohol-induced oxidative stress in brain tissues of male albino rats“. Asian Pacific Journal of tropical Disease. p. 5-9. 2011. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Ochuko_Erukainure/publication/233784251_Protective_effect_of_pineapple_Ananas_comosus_peel_extract_on_alcohol-induced_oxidative_stress_in_brain_tissues_of_male_albino_rats/links/0c96052bfa5ec3c918000000.pdf. Acesso em: 17 de dezembro de 2018.

(3) KARGUTKAR, Samira; BRIJESH, S. “Anti-rheumatic activity of Ananas comosus fruit peel extract in a complete Freund’s adjuvant rat model“. Agosto de 2015. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.3109/13880209.2016.1173066. Acesso em: 17 de dezembro de 2018.

(4) BRESOLIN, Iara Rocha Antunes Pereira et al . “Isolation and purification of bromelain from waste peel of pineapple for therapeutic application“. Braz. arch. biol. technol., Curitiba, v. 56, n.6, p. 971-979, Dec. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-89132013000600012&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 17 de dezembro de 2018.

Sobre o autor

Jornalista com formação completa no curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Experiência prática de dois anos em produção jornalística para TV e rádio (Mtb-PE: 6770). Atualmente atua na área de redação para web, nas áreas de educação, beleza e saúde alternativa. Além da formação no curso superior, possui experiência em produção de vídeo, diagramação de livros e revistas e marketing.