Escrito por em 23/05/2017 (atualização: 13/04/2018)

De nome científico Leonotis nepetaefolia, é uma planta originária de regiões menos áridas da África, Índia e do Caribe. Pertencente à família Lamiaceae, trata-se de uma herbácea vivaz e aromática, de caule ereto ramificado, folhas alongadas e inflorescências que formam espigas longas e bem flexíveis.

O rubim também é bastante utilizado na medicina natural, pois o chá feito com a planta é capaz de proporcionar diversos benefícios à saúde humana.

Propriedades e benefícios

O rubim é conhecido na medicina natural por possuir propriedade expectorante, estomáquico, antidesentérica, antirreumático, antidiarreico, antiasmático, anti-inflamatório, cicatrizante, emenagogo, eupéptico, diurético e vermífugo. Os princípios ativos da herbácea incluem óleos essenciais e glicosídeos.

Tá com resfriado ou gripe? O chá de rubim pode solucionar

Foto: depositphotos

Graças às suas propriedades medicinais, essa planta é indicada para tratar uma série de condições de saúde, incluindo resfriado, febre, asma, gastroenterite, afecções do estômago e intestino, gripe, erisipela, hipoglicemia, artrite, inapetência, cólicas intestinais, dores varicosas, cardiopatias, hipertensão e irritação do estômago e intestino. Além disso, o rubim também serve para controlar a menstruação, é antibacteriano leve e é indicado até para combater o câncer.

Como preparar o chá de rubim?

Para fazer o chá de rubim, basta colocar 20 gramas de folhas ou flores secas em meio litro de água. Deixe ferver por aproximadamente 10 minutos. Coe e tome até três vezes ao dia.

Outros usos

Para uso externo, basta friccionar as folhas da planta ainda frescas sobre as áreas afetadas. O rubim também pode ser utilizado na forma de xarope. Para prepará-lo, coloque duas colheres de sopa de folhas e flores picadas em uma xícara de chá de água fervente e abafe. Coe e acrescente duas xícaras de cafezinho de açúcar e mexa até que a mistura fique homogênea.

Cuidados

Não foram encontradas contraindicações ou efeitos colaterais com relação ao uso dessa planta, mas lembre-se que todo tratamento – inclusive natural – apenas deve ser iniciado sob orientação de um profissional.

Veja também:

5 chás para curar gripes e resfriados