Escrito por em 15/05/2013 (atualização: 29/01/2019)

De origem brasileira, a catuaba é uma árvore conhecida por suas propriedades afrodisíacas encontradas na casca. De nome científico Anemopaegma arvense, essa é uma planta medicinal endêmica do Cerrado e foi tão explorada em meados do século passado que quase ficou extinta.

“Atualmente a A. arvense encontra-se na lista de flora ameaçada de extinção do Brasil, na categoria vulnerável (BDT, 2002), porque toda a coleta das plantas no habitat natural é realizada de maneira extrativista predatória.” (1)

Para quem sofre de impotência sexual a catuaba está entre uma das plantas mais excelentes no tratamento. Isso poque, ela ajuda na circulação sanguínea dos vasos penianos. Para entender melhor sobre as propriedades desse produto natural, conversamos com a farmacêutica Caroline França.

Benefícios e propriedades do chá de catuaba

De acordo com a profissional de farmácia, além de afrodisíaca, a catuaba também é antibacteriana e antioxidante. Além disso, a planta age como estimulante do sistema nervoso central, bem como tônico e vasodilatador.

Flores de Catuaba

Para quem sofre de impotência sexual a catuaba está entre um dos melhores tratamentos (Foto: Reprodução | Plantas do Cerrado)

Ainda segundo Caroline França, essa planta é indicada para o tratamento de impotência sexual e prostatite. Essa última refere-se a um inchaço da próstata que pode surgir devido à uma infecção, lesão ou distúrbio do sistema imunológico.

A planta também “tem sido estudada por seus possíveis benefícios de proteção contra infecções oportunistas em portadores dos vírus HIV”, cita a profissional.

Por tudo isso, a catuaba é geralmente utilizada para acabar com a impotência sexual, principalmente quando se trata dos órgãos genitais masculinos. Também é “comumente usada para astenia (cansaço e fraqueza muscular), falta de memória ou esquecimento e fraqueza sexual”, indica a farmacêutica Caroline França.

“Uma a três xícaras de chá da raiz devem ser consumidas diariamente contra impotência sexual, fraqueza, agitação, nervosismo, neurastenia, memória fraca, esquecimento e insônia. As
suas raízes normalmente são empregadas na forma de chá (Zanolari et al., 2005)” (2)

Veja também: Chá para impotência sexual

Como fazer o chá?

Para aproveitar todos os benefícios e propriedades citados anteriormente, você pode preparar e consumir o chá de catuaba da seguinte forma:

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 1 colher (de sopa) de cascas de catuaba

Modo de preparo

Primeiro, coloque a água em uma panela e leve-a ao fogo. Assim que o líquido estiver em ebulição, desligue o fogo e acrescente a casca da planta seca.

Em seguida, tampe o recipiente e deixe que o chá fique pronto após 10 minutos. Depois é só coar e beber.

Segundo a farmacêutica, quem deseja aproveitar os efeitos afrodisíacos da planta deve consumir de uma até três xícaras de chá por dia. No entanto, não deve seguir esse tratamento por muitos meses.

Chá de catuaba com gengibre

Já quem deseja potencializar ainda mais os resultados do chá de catuaba, pode usar o gengibre na receita. Isso porque, essa raiz também possui propriedades estimulantes, melhorando a circulação sanguínea.

Por essa razão, Caroline França afirma que a ereção pode ser mais potente e prolongada. Portanto, o chá de gengibre com catuaba pode melhorar o desempenho sexual masculino.

Para preparar, basta ferver duas xícaras e meia de água filtrada. Em seguida, acrescentar duas colheres (de sopa) de gengibre cortado e mais duas de casca de catuaba.

Tampa a mistura e espera o chá ficar pronto após 10 minutos de infusão. Em seguida é só beber e aproveitar os benefícios.

Catuaba com alecrim

Para Caroline, o chá de catuaba com alecrim “é um excelente chá natural que pode ser usado para tratar a impotência sexual masculina.”

Quem deseja usufruir dessa mistura deve fazer o chá usando 10 gramas de cascas secas de catuaba e 10 gramas de alecrim também seco.

Primeiro, coloca-se um litro de água filtrada para ferver. Em seguida, despeje o líquido sobre as ervas misturadas. Depois é só tampar e aguardar o chá ficar pronto por 15 minutos.

Ainda segundo a profissional, o recomendado é usar da bebida por até quatro vezes ao longo do dia. Porém, não é indicado passar mais de uma semana usufruindo desse tratamento natural.

Sementes de catuaba

Para fazer o chá é indicado usar as cascas da catuaba (Foto: Reprodução | Plantas do Cerrado)

Outras formas de consumir essa planta

Além do chá feito com as cascas secas da catuaba, esse produto natural também pode ser encontrado em outros formatos, como as cápsulas e o pó da planta.

Enquanto o pó pode ser utilizado nas receitas de chás, substituindo as casas secas, as cápsulas podem ser encomendadas em uma farmácia de manipulação. “Sua concentração usual pode ser de 200 mg, ingerindo 1 cápsula por dia”, indica a farmacêutica.

As cascas de catuaba podem ser encontradas em feira livre, mas Caroline lembra de ter cuidado ao escolher os produtos. “É importante procurar se certificar de que está adquirindo um produto de qualidade”, alerta.

Veja tambémReceitas de chás para homens de 40 a 50 anos

Quais os efeitos colaterais do chá de catuaba?

Mesmo sendo um remédio natural, é preciso cuidado na hora de consumir. “Antes de tomar, o mais confiável é que procure profissionais habilitados, pois é fundamental receber uma opinião de um profissional antes de iniciar o consumo de qualquer erva ou suplemento”, explica Caroline.

No caso da catuaba, o consumo em excesso ou feito sem orientação pode causar dores cabeça e tonturas. Isso porque, a planta interfere diretamente no sistema nervoso central.

Também pode ser comum o sentimento de confusão ou sentir dificuldade em se concentrar. Além disso, o uso inapropriado dessa planta pode causar irritação no estômago e espasmos musculares.

O uso desse chá para melhorar a potência masculina costuma ser eficiente. Porém, quando o resultado não é satisfatório, o melhor é consultar um médico para saber que outro tratamento natural poderá fazer antes de aderir aos medicamentos.

Contraindicações

Mulheres grávidas ou amamentando devem evitar o chá de catuaba“, alerta a farmacêutica Caroline França. Além desses grupos, pessoas com alergias ou sensibilidade à planta também devem evitá-la.

*Artigo feito com a colaboração da farmacêutica e pós-graduanda em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica, Caroline França (CRF-PE 7171).

1. SOUZA, A.V.V.; OLIVEIRA, F.J.V.; BERTONI, B.W.; FRANÇA, S.C.; PEREIRA, A.M.S. “Enraizamento in vitro de catuaba (Anemopaegma arvense (Vell.) Stell. ex de Souza), uma planta medicinal do Cerrado”. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbpm/v17n1/1983-084X-rbpm-17-01-00051.pdf. Acesso em 23 de janeiro de 2019.

2.  MARTHE, Deyse de Brito. “Determinação de al, cu, fe, pb e zn em amostras de alcachofra e catuaba por espectrometria de absorção atômica”. Universidade federal de Minas Gerais. Instituto de ciências exatas, Departamento de Química, Belo Horizonte, 2011. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/SFSA-8LJNV2/disserta__o_deyse_de_brito_marthe.pdf?sequence=1. Acesso em 23 de janeiro de 2019.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.