Escrito por em 19/04/2017

De origem indiana, a psilium é usada na medicina alternativa para tratar de forma natural diversos problemas, principalmente aqueles relacionados à digestão.

O nome da planta, que também pode ser escrita como ” psyllium”, deriva da palavra grega “psylla” que significa “pulga”. A erva recebeu esse nome devido a semelhança que os frutos dela têm com o inseto.

Muito usada para quem tem problemas de constipação crônica, hemorroidas, gravidez e pós-operatórios, a psilium é um excelente laxante natural.

A planta também é muito usada por pessoas que desejam perder peso. Para esse fim, a psilium deve ser ingerida antes das refeições.

Chá de psilium proporciona saciedade e favorece o emagrecimento

Foto: depositphotos

Psilium para emagrecer

Além de proporcionar saciedade, consumir a psilium também é uma forma de adquirir nutrientes que na hora do processo digestivo unem-se com os carboidratos e evitam que o corpo as absorva.

Devido a isso, o organismo sente-se “obrigado” a buscar energia na reserva de gordura, fazendo com que perdamos esses “depósitos” de maneira mais rápida.

Mas para conseguir usufruir dos benefícios oferecidos pela planta é importante ficar atento à quantidade consumida.

Indicação de uso

Os especialistas indicam o consumo de uma colher (de chá) da planta com água ou suco somente uma vez por dia.

Outra forma de utilizar a psilium é colocá-la por cima de frutas ou saladas, como se fosse uma espécie de calda ou misturar nos demais alimentos.

Consumir a erva em jejum também é uma forma de controlar as taxas de colesterol, pois ela contém algumas fibras solúveis, que incluem as da aveia e cevada.

Contraindicação

O ideal é consumir a psilium caso ela tenha sido indicada por um especialista. Pessoas que sofrem de doenças inflamatórias no sistema gastrointestinal, obstrução intestinal ou úlceras devem evitar o consumo da erva.