Publicado por Redação

Além das ervas medicinais, um outro ingrediente extremamente essencial no preparo dos chás é a água. Sem este líquido fica impossível preparar qualquer infusão, seja para melhorar algum problema de saúde, no sentido de prevenir o organismo contra agentes externos ou para cuidar da beleza.

Por esta razão, é necessário escolher bem qual tipo de água será usada para compor o preparo de chás, independentemente da finalidade deles. Ao contrário do que muitas pessoas acham, existem vários tipos de água, algumas próprias e impróprias para o consumo, outras contaminadas e há ainda uma versão mineralizada desse líquido.

Antes de escolher com qual tipo de água você vai preparar a infusão, confira quais são os tipos deste líquido que existem. Em seguida, será possível ter uma noção melhor de qual natureza é a ideal para o consumo.

Qual a melhor água para o preparo de chá?

O tipo de água interfere na eficácia do chá? Descubra

Foto: depositphotos

A água é, sem dúvidas, um elemento vital na vida de qualquer ser vivo, inclusive dos seres humanos. Usado com diversas finalidades, este líquido também é material essencial para o preparo de chás e o tipo escolhido pode interferir no resultado final desta bebida terapêutica.

Entre os tipos que existem, alguns não devem ser considerados opções para o consumo, são eles: água salobra, salgada, contaminada, destilada e poluída. A água doce, presente massivamente nos rios, também não é indicada para o preparo de chás.

Desta forma, as duas únicas opções indicadas para consumo humano e, consequentemente, para a produção de chás, são a água potável e a água a mineral. Enquanto a primeira é retirada de fontes naturais e apresenta todas as condições ideais para a saúde. Esta última possui além dos minerais, propriedades terapêuticas em sua composição.

Ao passar pelo processo de ebulição, tanto a água potável como a mineral estão prontas para o consumo humano, seja em forma de chá ou de qualquer outra forma de consumo.

Veja mais!