Publicado por Redação

Erva-ursa, planta-ursa, serpão, serpil, falso-tomilho e timo-silvestre. Estes são os possíveis nomes para a serpilho, que tem como nome científico Thymus serpyllum. Trata-se de uma planta medicinal e pertencente à família Lamiaceae.

Mesmo sendo uma planta pequena, tendo em vista que seu porte não ultrapassa 20 cm de altura, é uma erva com muitas propriedades medicinais. Sendo assim, a serpilho pode ser utilizada como um remédio natural para tratar diversos problemas de saúde. Confira:

Propriedades medicinais

O chá de serpilho é indicado para complicações do sistema respiratório

Foto: depositphotos

  • Antibiótica;
  • Antiespasmódica;
  • Antisséptica;
  • Balsâmico;
  • Cicatrizante;
  • Digestiva;
  • Diurética;
  • Espasmolítica;
  • Estimulante;
  • Expectorante;
  • Tônica;
  • Vasoprotetor;
  • Vermífuga;
  • Vulnerária.

Benefícios da serpilho

Esta planta é indicada para tratar problemas relacionados ao sistema respiratório. Desta forma, pode tratar asma, bronquite, coqueluche, tosse e epistaxe. Também pode ser usada para diminuir espasmos e fadiga.

Outras ações benéficas da serpilho estão associadas à diminuição de cãibras no estômago, de distúrbios gástricos e obstipação. Sem contar no tratamento de constipação de crianças de colo e diarreia.

Além destes benefícios, a erva pode ser usada no controle de doenças e problemas que afetam o sistema nervoso. Assim, utilizando a serpilho é possível tratar epilepsia, queda de cabelo e ainda pode tonificar os nervos.

Artrite, dores reumáticas, astenia, ferimentos e sarna são outros problemas tratados com o uso desta planta.

Como fazer o chá desta planta?

Use 50 g das folhas desta planta e um litro de água filtrada para preparar uma decocção. Primeiro, amasse as folhas. Depois despeje este conteúdo na água e coloque para ferver. Após o processo de ebulição, espere esfriar e a solução estará pronta para ser utilizada.

Modos de usar

Existem várias formas de aplicar esta decocção no tratamento dos problemas de saúde, são elas: gargarejo, banho geral, compressa, loção, irrigação vaginal, colutório, limpeza local, fricção capilar ou inalação.

Contraindicação e recomendações gerais

Esta planta não pode ser usada na gravidez, no período de lactação, em crianças menores de seis anos e no caso de pessoas com alergias respiratórias. Quem possui problemas neurológicos também deve-se manter afastado da serpilho.

Além das contraindicações, é importante buscar auxílio médico. Isto porque, a planta pode causar reações adversas em algumas pessoas, sendo ideal a opinião de um especialista. Lembre-se que a automedicação pode ser tão prejudicial quanto a falta de atendimento.

Veja mais!