Escrito por em 18/01/2018

Marcelinha, ou macela, é uma planta herbácea nativa da América do Sul e que aparece nas áreas mais quentes. Trata-se de uma planta que surge anualmente e apresenta folhas alongadas, membranosas, cheias de pelos e muito finas.

A marcelinha é comumente encontrada em beiras de estradas e terrenos, mas só deve ser colhida quando as suas flores surgirem, o que ocorre entre os meses de março e maio.

Graças às propriedades terapêuticas de suas flores, esta planta é utilizada na medicina natural para tratar uma série de condições de saúde.

Propriedades e benefícios da marcelinha

O chá de marcelinha consegue tratar ansiedade, diarreia, cólicas e indigestão

A marcelinha é nativa da América do Sul (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

As propriedades medicinais da marcelinha incluem a sua ação adstringente, antiálgica, anódina, antiasmática, antibactericida, antidiabética, antidiarreica, antiepiléptica, antiespasmódica, anti-helmíntica, carminativa, calmante para problemas digestivos, febrífuga, sedativa, sudorífera, tônica, antisséptica, antiviral, aperiente, digestiva, emenagoga, estomáquica, dentre outras.

Devido às suas propriedades, o chá de marcelinha é indicado para auxiliar no tratamento das seguintes condições de saúde:

  • Alivia estresse e ansiedade;
  • Trata diarreia, disenteria, azia e dores de estômago;
  • Melhora a digestão, evita disfunções e perturbações gástricas;
  • Ameniza cólicas intestinais;
  • Regula a desordem menstrual;
  • Pode ser usado para lavar feridas e úlceras;
  • Controla as contrações musculares bruscas;
  • Trata casos de epilepsia, cefalalgia, reumatismo e impotência;
  • Clareia cabelos;
  • Acaba com a retenção de líquidos.

Veja também: Elimine a ansiedade e a compulsão com o uso de um chá feito de ervas

Chá de marcelinha: como preparar?

Para aproveitar os benefícios proporcionados pela marcelinha, o ideal é preparar um chá com as suas flores. É preciso ressaltar que a erva deve ser selecionada de forma adequada, observando-se fatores como higiene, local de cultivo da planta e se a mesma foi guardada em condições favoráveis.

O chá pode ser bebido ou usado externamente, dependendo do caso e do aconselhamento médico. Para beber, prepare uma infusão de duas xícaras pequenas das flores da planta para meio litro de água. Tome até seis xícaras por dia, após as refeições.

No caso do uso externo, prepare uma infusão de 30 gramas das flores para um litro de água. O líquido deve ser aplicado em compressas, de 3 a 4 vezes ao dia, para lavar feridas, úlceras e tirar o mau cheiro dos pés.

Veja também: Planta é capaz de tratar anemia e ansiedade

Contraindicações

Existem alguns estudos sobre o efeito hipoglicemiante da planta e, por isso, diabéticos devem ter acompanhamento médico. A mesma recomendação vale para pacientes que usem sedativos, analgésicos e barbitúricos.

O chá de marcelinha é proibido para pessoas que estejam fazendo quimioterapia ou que sejam alérgicas.