Publicado por Redação

Influenciada pelos meios midiáticos, a sociedade impõe um padrão de beleza absoluto: a boa forma corporal a todo custo. Assim, para ser aceito e ser considerado bonito é preciso ter medidas pequenas, curvas acentuadas e nada de excesso de gorduras.

As vítimas dessa opressão são, na maioria das vezes, as mulheres, muito embora os homens também sejam alvos disso. De modo que é quase sempre uma obrigação se manter sem a barriguinha, celulite, estrias e os “terríveis pneuzinhos”.

Para entrar em um padrão de beleza instituído pela mídia, muitas pessoas acabam tomando atitudes inconsequentes. Procuram receitas mirabolantes e que prometem a perda de peso, usam e abusam de remédios, passam horas ou até mesmo dias sem se alimentar normalmente.

A preocupação em estar magro e ser aceito faz os indivíduos buscarem até por alternativas naturais, com a expectativa de utilizar descontroladamente tais métodos e  mesmo assim não causar prejuízos à saúde. Contudo, algumas ervas podem se tornar grandes vilões, se consumidas em excesso e sem o devido acompanhamento médico. Este é o caso do chá emagrecedor chinês.

Conheça os efeitos nocivos do chá emagrecedor chinês

Foto: depostiphotos

Malefícios causados pelo uso indevido deste chá

Antes de mais nada, vale ressaltar que esta bebida possui propriedades importantes para o organismo, como a ação laxativa, emagrecedora e estimulante. Todavia, estes mesmos benefícios podem prejudicar a saúde do paciente, caso não sejam utilizados da maneira correta. Assim, o uso exacerbado deste chá pode provocar:

  • Metabolismo acelerado: O efeito estimulante pode ser ruim ao organismo, pois ele acelera os batimentos cardíacos, causa tonteira e até pode ser responsável por caos de insônia;
  • Dependência intestinal: Como é laxativo, se for utilizado de forma contínua pode acarretar na dependência do intestino com relação as substâncias encontradas neste chá;
  • Problemas digestivos: Ainda sobre o efeito laxativo, esta bebida em uma dose desproporcional ao paciente pode desregular o processo de digestão dos alimentos e interferir em funções básicas do organismo. Desta forma, apresenta risco ao paciente desenvolver cólicas, diarreia, fezes amolecidas e dores abdominais;
  • Distúrbios renais: Devido aos princípios ativos que este chá possui, ele pode causar infecções nos rins.

Recomendações extras

Frente a estes possíveis problemas, decorrentes da má utilização do chá, médicos e farmacologistas recomendam que grávidas, lactantes e crianças menores de 12 anos não façam uso desse remédio natural. Além disso, pacientes que já apresentam problemas nos rins, intestino ou indivíduos hipertensos, também não devem utilizar do chá emagrecedor chinês, tendo em vista que o quadro clínico destas pessoas pode se agravar.

Veja mais!