Escrito por em 19/07/2018 (atualização: 03/08/2018)

Você sabia que o chá de hibisco pode ter efeitos colaterais? Saiba que apesar do chá de hibisco ser rico em benefícios, seu uso pode apresentar efeitos colaterais. Aqui você vai conhecer todos os riscos do uso dessa bebida. E assim, usar o chá de hibisco da forma certa, para melhorar a sua vida e saúde.

Famoso pelo seu sucesso em dietas fit e naturais, esse chá vem conseguindo mais e mais adeptos com o passar do tempo. Mas nem todo mundo sabe usar essa bebida da forma certa, e pode acabar prejudicando a saúde em vez de melhorá-la.

O hibisco usado no preparo de chá, na verdade, são as flores de hibisco (Hibiscus sabdariffa), planta conhecida no Brasil como vinagreira. Essa erva, assim como suas flores, possui vários nomes diferentes pelo mundo mas, no geral, são usadas com o mesmo propósito: a produção de chás.

Com a divulgação de ideologias de vida saudável, o chá de hibisco ficou muito famoso em dietas naturais. É uma opção de bebida que, há 10 anos, poucas pessoas conheciam. Hoje todo mundo já ouviu falar sobre o chá de hibisco. Assim como houve o grande aumento dos adeptos do seu consumo.

Se você é uma das pessoas que só ouviu falar e ainda não tem certeza sobre as vantagens e benefícios do chá de hibisco, você veio ao lugar certo. Descubra tudo sobre essa bebida natural que vem mudando corpos, mentes e também a saúde de muita gente!

Efeitos colaterais do chá de hibisco

Assim como toda planta e substância, o uso excessivo do chá de hibisco pode fazer mal à saúde. Em especial, existem 3 problemas que podem ser ocasionados pelo exagero do consumo desse chá. São eles:

Um dos efeitos colaterais do chá de hibisco é a alteração hormonal nas grávidas

O consumo em excesso ou desregulado do chá de hibisco pode gerar problemas para a saúde (Foto: depositphotos)

  • Diminuição da fertilidade feminina
  • Pode prejudicar a gravidez e a lactação
  • Diminuição da pressão arterial
  • Fraqueza
  • Enjoo e náusea

Esses problemas acontecem porque tudo o que ingerimos precisa ser metabolizado e eliminado pelos fígados e rins. No caso do hibisco, existe um limite para que esses órgãos consigam trabalhar adequadamente.

Cada pessoa tem um limite diferente, pois isso depende de vários fatores, como o funcionamento dos rins, do fígado e os hábitos alimentares individuais. Contudo, 3 xícaras desse chá por dia é o máximo recomendado para uma pessoa saudável.

Veja de forma detalhada como o uso exagerado do chá de hibisco pode causar esses problemas:

Diminuição da fertilidade feminina

Isso acontece porque o hibisco possui propriedades que interferem no controle do estrogênio, hormônio de regulação do corpo feminino. Por isso, essa bebida não é recomendada para mulheres que querem engravidar ou sofrem com TPM e problemas endócrinos.

Veja também: Pesquisa diz que chá de hibisco pode diminuir fertilidade nas mulheres

Pode prejudicar a gravidez e a lactação

Na verdade, não existem estudos que comprovam que o chá de hibisco pode prejudicar a gravidez e a produção de leite nas mulheres. Entretanto, é comprovado que o hibisco proporciona interferências hormonais. Então, é melhor evitar riscos.

Diminuição da pressão arterial

O chá de hibisco é muito bom para baixar a pressão arterial. Mas, quando consumido em exagero, a bebida pode baixar muito a pressão e prejudicar a saúde e o bem-estar. Isso se agrava ainda mais quando o chá é consumido por hipertensos que já se medicam para o problema.

Fraqueza

O uso excessivo ou exagerado do chá de hibisco pode causar mal-estar e fraqueza. Isso se deve ao fato de que os rins e fígados, nesses casos, não são capazes de metabolizar a quantidade de hibisco.

Enjoo e náusea

Assim como na fraqueza, o exagero do consumo do chá de hibisco pode provocar enjoos, vômito e náusea. Uma vez que o corpo não consegue metabolizar as propriedades em excesso, o organismo vai tentar expelir o líquido através do vômito.

Para que serve o chá de hibisco?

Agora que você já sabe como e porquê o uso exagerado do chá de hibisco pode fazer mal, está na hora de falar sobre as inúmeras vantagens de consumir essa bebida. O chá de hibisco é rico em propriedades benéficas para o corpo humano. De forma resumida, veja para que serve o chá de hibisco:

  • Ajuda a emagrecer
  • É diurético
  • Controla o nível de colesterol
  • Controla a pressão arterial
  • É antioxidante
  • Previne o câncer
  • Melhora o funcionamento do intestino

Veja também: Consumo do chá de hibisco pode ser perigoso

Benefícios do chá

Como não basta só saber para que o chá de hibisco serve, veja de forma detalhada como essa bebida age em favor da saúde:

Ajuda a emagrecer

Essa, com certeza, é a qualidade mais conhecida do chá de hibisco. Sua grande fama vem de dietas de emagrecimento, onde essa bebida tem grande influência. Isso se deve a capacidade desse chá de diminuir o acúmulo de gordura no corpo.

Explicando de forma simples, as calorias que ingerimos passam por dois momentos: a fase pré-adiposa e a fase de ‘adiposidade madura’. Ou seja, antes de virar gordura acumulada e quando realmente se torna isso.

O chá de hibisco reduz a quantidade de gordura acumulada, pois diminui as chances das calorias se tornarem, de fato, gordura em excesso. Isto é, não permite que grande parte das calorias que estão na fase pré-adiposa amadureçam e virem aquela gordurinha acumulada aqui e ali.

Seu efeito é perceptível principalmente em regiões do corpo como abdômen e quadris. A medicina ainda estuda as capacidades da bebida, mas já indica que ela tem esse potencial graças a sua ação antioxidante.

É diurético

O chá de hibisco também é famoso pela sua capacidade diurética. Isto significa que é uma ótima bebida para tratar problemas como retenção de líquidos e infecção urinária.

É responsável por aumentar a quantidade de urina através da melhoria do funcionamento dos rins e bexiga. Assim como consegue ‘quebrar’ espaços de líquido acumulado no organismo, que já devia ter sido eliminado.

Esse benefício está diretamente ligado ao emagrecimento, uma vez que o acúmulo de líquido também é muito responsável pelo aumento de medidas.

Em relação a infecção urinária, sabe-se que é preciso seguir orientações médicas. Contudo, o uso natural do chá de hibisco aumenta a produção de urina, o que ajuda a higienizar o sistema urinário. Isto facilita (e muito) o tratamento de infecções no local.

Controla o nível de colesterol

Esse benefício não é tão conhecido quantos os dois anteriores, mais é cientificamente comprovado. Um estudo realizado em 2009 comprovou que pacientes portadores de diabetes tipo 2 que faziam uso do chá de hibisco conseguiram diminuir a taxa de colesterol ruim (LDL).

Ao mesmo tempo em diminui cerca de 8% do colesterol ruim, o mesmo estudo comprovou que o chá de hibisco aumenta o colesterol bom (HDL) em 16,7%. Mas claro, isso quando falamos do consumo regular do chá.

Controla a pressão arterial

Assim como ajuda no controle do colesterol, as propriedades do hibisco também são capazes de baixar a pressão arterial. Isso faz do chá dessa planta ser bem recomendado para pessoas que sofrem com pressão alta.

Outra informação importante é que o seu efeito diurético também é um fator que baixa a pressão arterial.

É antioxidante

O chá de hibisco também ajuda a manter a boa saúde. Isso se deve a capacidade antioxidante dessa bebida, que reduz os danos oxidativos das células.

O dano oxidativo causa envelhecimento precoce e abre portas para várias doenças de origem celular, como o câncer, Doença de Parkinson e Alzheimer.

Previne o câncer

Como já dito, sua ação antioxidante é uma das alternativas de prevenção ao câncer. Esse tipo de doença é de origem celular, e o chá de hibisco atua na proteção e restauração das células.

Melhora o funcionamento do intestino

Compostos ativos presentes no chá de hibisco funcionam como um suave laxante. Isto melhora o funcionamento intestinal e combate constipações.

Veja também: Chá de hibisco é contraindicado para algumas pessoas. Saiba quem e por que

Como fazer chá de hibisco

Em uma panela, coloque 1 xícara de água e espere chegar em ponto de fervura. Desligue o fogo e espere as bolhas sumirem e a fumaça diminuir. Adicione 1 colher (de sopa) de hibisco e tampe a panela por 5 minutos. Em seguida coe e beba sem açúcar.

O poder de emagrecimento é a qualidade mais conhecida do chá de hibisco

Compostos ativos presentes no chá de hibisco funcionam como um suave laxante (Foto: depositphotos)

É importante lembrar que, com a adição do açúcar, esse chá perde benefícios e não ajuda no emagrecimento como deveria. Se você não consegue tomar o chá puro devido ao gosto, adoce com 1 colher de mel.

Apesar de não ser o mais recomendável, o mel é capaz de adoçar sem retirar os nutrientes do chá. Contudo, isso ainda vai continuar diminuindo o potencial emagrecedor da bebida.

Posso tomar esse chá à noite?

Pode, mas não é o horário mais indicado. O chá de hibisco tem o poder de melhorar o metabolismo e desintoxicar o organismo. Essas vantagens são melhor aproveitadas de dia, quando o corpo está em atividade.

Qual o melhor horário para tomar o chá?

O melhor horário para tomar o chá de hibisco é pela manhã. Faça uso de 2 xícaras do chá. Tome uma para quebrar o jejum e outra meia hora antes do almoço.

Chá de hibisco corta o efeito do anticoncepcional?

É mito. Não existe nenhum estudo ou pesquisa que comprove que o chá de hibisco corte o efeito de pílulas anticoncepcionais. O que existe é uma possível relação entre medicamentos e o efeito diurético dessa bebida.

Veja também: Como deixar o chá de hibisco mais gostoso

Essa relação se baseia no fato de que, quanto mais rápido e em maior quantidade urinamos, menos medicamentos absorvemos. Por exemplo, se você tomar o chá de hibisco e depois tomar um analgésico, o efeito dele pode diminuir, pois você vai urinar mais e as propriedades do remédio vai sair na urina.

Essa relação, de fato, é verdadeira, mas não funciona assim como qualquer remédio. O ideal para cada caso é consultar o médico que receitou os anticoncepcionais e perguntar sobre a influência do chá durante o seu uso.