Publicado por Redação

Da mesma família da hortelã, a erva cidreira é um dos ingredientes naturais mais populares na receita de chá. A bebida apresenta inúmeros benefícios para a saúde e a planta pode ser facilmente encontrada.

Cientificamente chamada de melissa officinalis, a erva cidreira também é conhecida por muitos como melissa e ainda capim-limão.

Como preparar chá de erva cidreira

Chá de erva cidreira

Faça chá de erva cidreira também utilizando gengibre e hortelã para incrementar a bebida

A erva cidreira tem o nome científico melissa officinalis (Foto: depositphotos)

Ingredientes

  • 1 litro de água;
  • 30 gramas de folhas e flores erva cidreira;
  • Algumas gotas de limão.

Modo de preparo

Leve a água para o fogo e, depois de ferver, desligue e adicione as ervas. Deixe o recipiente abafado por cerca de 12 minutos.

Depois, coe a bebida e esprema algumas gotas de limão no chá. Procure ingerir três vezes ao dia.

Erva cidreira com gengibre

Ingredientes

  • 5 folhas de erva cidreira;
  • 200 ml de água;
  • 1 colher (de café) de gengibre picado;
  • Mel a gosto.

Veja também: 7 receitas de chás saborosos, refrescantes e benéficos feitos com gengibre

Modo de preparo

Coloque as folhas de cidreira na água, leve ao fogo e acrescente o gengibre. Depois de fervido, deixe o recipiente abafado por alguns minutos. Adicione o mel antes de servir.

Erva cidreira com hortelã

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de folhas de erva-cidreira;
  • Meia xícara de chá de hortelã fresca;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Ferva a água e depois coloque a hortelã e as folhas de erva cidreira. Deixe o recipiente abafado até amornar e coe. Sirva sem açúcar.

Efeitos colaterais e contraindicação

O mais indicado é consumir entre três e quatro xícaras da bebida por dia. O consumo em excesso de chá de erva cidreira pode provocar alguns efeitos colaterais, como a diminuição de frequência cardíaca e sonolência, principalmente em pessoas que sofrem de hipersensibilidade.

Pessoas que possuem problemas na tireoide e que tomam medicação devem evitar o consumo do chá.

Mulheres que estão em processo de amamentação, crianças com menos de 12 anos de idade, pacientes que sofrem de pressão alta e hipotireoidismo e/ou que fazem uso de antidepressivos e outros medicamentos sedativos devem evitar o consumo do chá de erva cidreira.

Veja também: Chá de capim cidreira emagrece? Descubra!

Benefícios do chá de erva cidreira

O consumo das folhas da erva cidreira apresenta inúmeros benefícios para à saúde. Um dos efeitos mais conhecidos da erva é ser um calmante natural, contribuindo para o alívio do estresse e ansiedade e garantindo uma boa noite de sono.

As folhas de erva cidreira são uma excelente fonte de vitamina A, B1, B2, B3, B5, B4, C, folato, cálcio, ferro, zinco, potássio, fósforo, magnésio, manganês e cobre.

Além de servir como calmante e relaxante, o chá de erva cidreira também tem efeito analgésico, anti-inflamatório, antimicrobiano, cicatrizante, diurético, tônico, sedativa, antiviral, antiespasmódica, antinevrálgica, antiespasmódica, anti-séptica, expectorante, sudorífera e antibiótica.

A bebida ainda combate os gases, reduz as cólicas menstruais e intestinais, previne problemas renais, alivia tosse e dores de cabeça, trata problemas digestivos, herpes, arroto, palpitações e vômitos, combate a retenção de líquido, limpa, revigora e cicatriza a pele e melhora a circulação.

Ela ainda é responsável por agir contra a celulite, é indicada para auxiliar tratamentos gástricos e ajuda a aliviar crises nervosas, epilepsia, dores nos olhos, melancolia, fadiga e insônia.

O chá de erva cidreira, aliado com muita força de vontade, pode ser uma ótima forma de combater o vício do tabaco.

Veja também: Benefícios do chá de erva cidreira para bebês

Algumas aplicações do seu chá

Além de ser utilizado como receita de chá, a erva cidreira também pode ser utilizada como cosmético, tempero de saladas e até mesmo em licores.

O óleo essencial da erva cidreira é feito através da destilação à vapor das raízes da planta e possui um efeito de resfriamento na mente e corpo.

O produto natural é utilizado na medicina alternativa devido a seus poderes anti-inflamatório. O óleo proporciona alívio nas inflamações nos sistemas nervoso e circulatório.

Ele também serve para tratar problemas dermatológicos, como efeitos ocasionados pela insolação ou desidratação.

O óleo age na pele promovendo o crescimento de novos tecidos nos lugares que foram danificados. É excelente para ajudar a pele a ficar uniforme, combatendo problemas como rachaduras ou áreas com queimaduras ou marcas de varíola.

Veja mais!