Publicado por Redação

Você já ouviu falar em andropausa? Chamada também de hipofunção testicular, insuficiência androgênia parcial do homem idoso ou hipogonadismo masculino tardio, a enfermidade, de forma lente e gradual, diminui a produção de testosterona nos homens. Ela pode ser comparada à menopausa nas mulheres.

A andropausa começa a atingir os homens entre 45 e 50 anos de idade, tendo em vista que a produção de testosterona, hormônio responsável por inúmeras funções mas principalmente por dar características como voz grave, pelos faciais e corporais, musculatura, pomo de adão etc; tem seu pico no início da adolescência (puberdade) e começa a declinar após os 30 anos.

Testosterona

Ainda que na maioria das vezes seja ligada à homens, tendo em vista que elas são produzidas pelos testículos, a testosterona também é produzida pelos ovários femininos em uma quantidade oito vezes menor do que a produzida por homens.

Esse hormônio também possui diversas funções em nosso organismo. São algumas delas:

  • Desenvolvimento dos tecidos reprodutores (testículos, próstata etc);
  • Aumento da musculatura;
  • Crescimento da massa óssea;
  • Líbido;
  • Fornecimento de energia (física e mental);
  • Regulação do metabolismo.

Apesar de haver uma queda natural na produção da testosterona, poucos irão sentir a chegada da andropausa de maneira mais intensa. São alguns do sintomas da enfermidade:

  • Fadiga;
  • Perda de massa muscular;
  • Diminuição da líbido;
  • Disfunção erétil;
  • Dificuldades de concentração e memória;
  • Sudorese e ondas de calor;
  • Acúmulo de gordura na região do abdômen.

Tratamentos naturais através da Tribulus Terrestris

Chá de tribulus terrestris para minimizar os efeitos da andropausa

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

A deficiência em testosterona se dá quando a produção do hormônio no corpo está abaixo de 200 ng/dL e o seu tratamento normalmente é feito através de reposição hormonal, que pode ser através de comprimidos ou injeções.

Para se submeter a esse tipo de tratamento, é importante ser orientado por um endocrinologista já que o uso indiscriminado desse tipo de medicamento pode causar infarto, problemas cerebrais, danos no sistema endócrino e câncer de próstata.

Além do tratamento através de fármacos, há também uma opção natural como o uso da videira da punctura, conhecida principalmente por seu nome cientifico, tribulus terrestris. A erva daninha vem sendo utilizada desde a antiguidade por estimular a produção de hormônios, o que torna um estimulante sexual natural.

Atualmente ela também é utilizada para ganho de massa magra (músculos), por atletas de várias modalidades.

A tribulus terrestris normalmente é consumida em forma de cápsulas, mas pode também ser consumida através de chás, que são uma opção deliciosa.

Chá de tribulus terrestris

Ingredientes

  • 750 ml de água;
  • 3 colheres (de sopa) de folhas de tribulus terrestris;
  • Açúcar, adoçante ou mel a gosto (opcional).

Preparo e consumo

O ideal é que sejam consumidas três xícaras do chá por dia, então as medidas presentes na receita podem ser fracionadas caso prefira preparar a xícara apenas antes de beber.

O processo de preparo é simples, basta levar a água ao fogo até que ela comece a ferver. Desligue o fogo e adicione as folhas; tampe a panela e deixe descansar por dez minutos. Após isso basta coar, adoçar se preferir e ingerir a bebida.

O uso da tribulus terrestris, seja por meio de chá ou cápsulas é contraindicado para hipertensos ou homens com problemas cardíacos.

Veja mais!