Escrito por em 03/12/2018

Para que serve o chá preto?” é uma das perguntas mais utilizadas ultimamente. Isso porque, assim como outras infusões, o chá preto está ganhando cada vez mais espaço no dia a dia dos brasileiros.

Assim, seja pelo sabor ou pelos benefícios que essas bebidas carregam, muitas pessoas estão se tornando fãs dos chás. Mas, você sabe como fazer a infusão dessa bebida? Para esclarecer todas as dúvidas sobre o chá preto, o Chá Benefícios trouxe esse artigo.

Contudo, antes começar a falar sobre os efeitos positivos desse chá, é importante entender um pouco sobre sua origem. Nesse caso, nosso personagem central é, na verdade, um dos tantos chás feitos a partir da planta Camellia sinensis.

Além disso, trata-se de uma bebida que pode ser servida associada a outras. Dessa maneira, é possível melhorar o sabor da infusão e potencializar os benefícios já encontrados no chá preto. Quer saber mais? Então acompanhe o artigo completo!

Para que serve o chá preto?

De acordo com a mestranda em Ciências Farmacêuticas Maria Júlia Pereira Reis, o chá preto possui muitas atribuições. Entre elas o poder contra a fadiga, o envelhecimento precoce e as temíveis enxaquecas.

Mas as funções dessa infusão não param por aqui! Isso porque o famoso chá também pode tratar diarreias, estresse, problemas gástricos, hipertensão e até mesmo o incômodo terçol.

Xícara com chá rpeto

Assim como o chá verde, o chá preto é feito a partir da planta Camellia sinensis (Foto: depositphotos)

Outros benefícios

Alguns dos benefícios citados anteriormente só existem devido à presença de cafeína no chá preto. Também graças a essa substância a infusão se torna um excelente estimulante do Sistema Nervoso Central (SNC). (1)

Outro grande efeito positivo provocado pelo chá preto é o auxílio ao controle da diabetes (2). Mas além disso, literaturas afirmam um potencial dessa infusão no tratamento de doenças cardiovasculares e câncer.

No caso da diabetes em específico, acredita-se que esse efeito seja resultado da redução de glicemia no sangue. Também é importante destacar que a erva é utilizada ainda para o combate à obesidade, um dos fatores que leva a diabetes.

Veja também: Chá preto pode reduzir estresse no ser humano

Chá preto emagrece?

A popularidade do chá preto deve-se a fama de emagrecedor. Mas será mesmo que isso é verdade? Segundo a profissional de farmácia, alguns pontos favorecem essa ideia de que tal infusão contribui para a perda de peso.

A primeira delas é com relação ao fato de bebida ter baixas calorias. Contudo, isso não é suficiente para explicar a reputação do chá preto.

“A planta possui flavonoides, quando consumidos, inibem a enzima lipase. Sem ela, as gorduras não são digeridas e algumas gorduras obtidas por meio da alimentação são eliminadas e não absorvidas”, explica Maria Júlia.

Como fazer o chá?

Para quem deseja aproveitar todos os benefícios do chá preto, a mestranda  em Ciências Farmacêuticas recomenda a produção da infusão da seguinte maneira:

  • 200 ml de água filtrada
  • 1 sachê do chá preto

Coloque a água no fogo e espere esquentar. Antes de ferver, desligue o fogo e adicione o sachê. Em seguida, tampe o recipiente e aguarde a infusão ficar pronta após 5 minutos.

Depois do tempo determinado, você pode ingerir o chá sem necessidade de acrescentar açúcar, mel ou adoçante. Recomenda-se até duas xícaras por dia.

Como fazer chá preto gelado?

Ao contrário do que muitos possam imaginar, o chá preto pode ser consumido gelado, sem perder suas propriedades e benefícios. Além disso, o sabor da bebida servida dessa maneira costuma ficar mais ameno.

Para quem deseja seguir essa modalidade, basta acrescentar na receita citada anteriormente água gelada ou algumas pedras de gelo.

Chá preto com limão

Ainda de acordo com Maria Júlia, a mistura de chá preto com limão “auxilia casos de problemas no coração“. Para isso, acrescente o suco de meio limão para cada xícara da infusão pronta. Mexa e beba.

Chá preto com canela

Já a associação de chá preto com canela é benéfica para os que querem emagrecer. Isso porque, a canela vai otimizar o efeito termogênico do chá.

No entanto, essa mistura não é aconselhável para pacientes cardiopáticos, idosos, crianças, gestantes ou lactantes.

E com relação ao preparo, é muito simples, pois você deve preparar o chá preto normalmente. A única diferença é que quando for deixar a mistura descansando, você deve adicionar também um ou dois paus de canela.

Veja tambémPode-se tomar chá preto com leite?

Chá preto é chá mate

“Auxilia na diminuição do colesterol e pode auxiliar na diminuição do peso”, ressalta Maria Júlia com relação à mistura entre chá preto e chá mate.

Para preparar essa associação, basta fazer os chás separadamente. Mas quando for consumir, deve-se misturá-los em um só recipiente.

Mulher com dor de cabeça

A enxaqueca é um dos problemas que pode ser tratado com o chá preto (Foto: depositphotos)

Efeitos colaterais e contraindicações da infusão

O uso de chá preto deve ser feito com consciência, assim como qualquer outro remédio, natural ou não. Caso contrário, essa infusão pode provocar problemas digestivos como prisão de ventre ou cólon irritável.

Além disso, o excesso desse chá pode alterar o sistema nervoso devido à cafeína. Paralelo a isso, o paciente pode apresentar alguns sintomas de desconfortos, como dor de cabeça, nervosismo e até tremores.

Outro ponto que merece destaque é a contraindicação. Nesse caso, grávidas são o primeiro grupo que deve se abster desse remédio natural. Isso porque, o chá preto é considerado abortivo ou prejudicial à saúde da gestante e do bebê. As crianças e os idosos também não deve consumir esse chá.

Veja também: Chá preto em excesso pode causar câncer, aponta estudo

Quais são os tipos de chá preto?

Como dito no início desse artigo, o chá preto é oriundo de vários processos envolvendo a planta Camellia sinensis. No entanto, essa espécie de erva também dá origem a outros tipos de chás, como o chá branco, verde, amarelo e o oolong.

A diferença entre esses chás está, principalmente, no modo como eles são preparados. Por exemplo, o chá verde é o único totalmente não fermentado e é utilizado com as folhas ainda jovens.

Já o branco é preparado a partir de folhas jovens retiradas antes que as flores desabrochem. Ou seja, elas são colhidas quando ainda são apenas botões.

O tipo amarelo é o que mais se assemelha ao verde. Porém, nesse caso a secagem das folhas é mais demorada, dando tempo para que elas possam amarelar.

Chá oolong, que também é chamado de vermelho, é produzido através de um processo de fermentação. Nesse caso, ela acontece de forma mediana.

Por fim, o chá preto que é o mais fermentado de todos os tipos. E mesmo perdendo muito do potencial antioxidante, é um dos mais conhecidos do mundo.

Agora que você já sabe para que serve o chá preto, como prepará-lo e como associá-lo com outros produtos, está na hora de colocar a mão na massa. Mas claro, aproveite os benefícios dessa bebida com moderação e cuidado.

*Artigo feito com a colaboração da mestranda em Ciências Farmacêuticas Maria Júlia Pereira Reis da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), monitora de fitoterapia.

1. ÁVILA, Sinili; BARÃO, Fernanda Dias; GONÇALVES, Leticia da Silva; SANTOS, Mylena Abreu dos; FURTADO, Celine de Carvalho; SOUZA, Cleide Barbieri de. Compostos bioativos presentes nos chás verde e preto. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa v. 14, n. 37, out./dez. 2017.

2. Silva, S.R.S.1; Oliveira, T.T.; Nagem, T.J. Uso do chá preto (Camellia sinensis) no controle do
diabetes mellitus. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, 2010. Acesso em 30 de novembro de 2018.