Por Redação em 28/08/2018

Assim como outras bebidas, o chá mate tem cafeína em sua composição. Além disso, também possui diversos benefícios para a saúde. E quem deseja aproveitar todas as propriedades desse chá, deve preparar uma infusão com essa erva.

Oriundo das folhas, hastes, pecíolos e pedúnculos das variedades de Ilex brasilienses ou I. paraguaiensis, o chá mate tem um teor de cafeína considerável. No entanto, essa característica pode ser usada como um ponto positivo dessa bebida.

Contudo, se utilizado em excesso o chá tira o sono. Por essa razão, deve-se ficar atento a como fazer essa bebida e a forma de consumo. Também é importante saber para quê serve esta erva e se ela faz mal ao organismo em alguma circunstância.

Para ajudar a esclarecer todas essas dúvidas, o Chá Benefícios traz nesse artigo tudo o que você precisa saber sobre o chá mate. Desde a quantidade de cafeína existente na erva mate até uma lista com alimentos que também possuem essa substância e outra com os chás livres dela.

Qual o teor de cafeína na erva mate?

Como já mencionado, a erva mate possui cafeína em sua composição. Por exemplo, em 240 ml da infusão feita com essa planta há 27 mg de cafeína. Se compararmos essa bebida com o próprio café, pode-se dizer que em uma xícara mate contem ¼ de cafeína que uma xícara de café.

Chá de erva mate

Por conter cafeína, essa bebida é considerada um estimulante (Foto: depositphotos)

De acordo com a farmacolanda da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Maria Júlia Pereira Reis, o “percentual de cafeína do mate é equivalente ao que encontramos em 240 ml de uma bebida gaseificada a base de cola.”

Por essa razão, é comum e correto afirmar que o chá mate é uma bebida estimulante. Sendo assim, é necessário estar atento a dois efeitos causados pela infusão devido a esse fator: auxilia no emagrecimento e pode afetar o sono.

Diante disso, quem deseja tomar o chá precisa estar atendo as quantidades indicadas como seguras.

Benefícios do chá mate

Além da cafeína, o chá mate possui outras substâncias como os compostos fenólicos, xantinas e sais minerais. Nesse último caso, magnésio, cálcio, ferro, potássio, sódio e manganês são alguns exemplos.

Mas não é só isso, o mate também é rico em vitaminas A, C, B1, B2 e B6. Ainda segundo Maria Júlia, que também trabalha com fitoterápicos, o chá dessa erva “possui propriedades terapêuticas como estimulante do Sistema Nervoso Central, ação diurética, anti-inflamatória, combate os radicais livres, antirreumático e beneficia como um todo o sistema cardiovascular.”

Veja tambémQuais chás têm cafeína

Para quê serve?

Com todas as propriedades e benefícios citados anteriormente, o chá mate serve para auxiliar no combate e na prevenção de algumas doenças. Além disso, também pode ser útil em questões estéticas.

Por exemplo, tem atuação no combate ao colesterol mau (LDL) e aumenta o bom (HDL). Também serve para diminuir a taxa de glicose no sangue, estimula a função cerebral e melhora a circulação sanguínea.

Além disso, o chá mate serve para facilitar a digestão e promove o saciamento. “Tem indicação terapêutica para pacientes que sofram de cansaço, fraqueza, pode ser indicado para depressão e casos de má digestão”, explica Maria Júlia. Age ainda como um bom emagrecedor devido aos fatores estimulantes e de saciedade.

Tem sido muito utilizado na indústria de cosméticos. Por ser um antioxidante, trabalha para impedir a ação dos radicais livres no corpo. Consequentemente, combate o envelhecimento precoce. Ainda na pele é benéfico por promover a limpeza e por evitar o ressecamento.

“Aumenta a circulação sanguínea, pode auxiliar no tratamento da celulite e gorduras localizadas, tem ação detergente e emulsificante”, conta a farmacolanda da UFAL. Por fim, combate a queda de cabelo.

Como fazer essa bebida?

Existem três modos de preparar essa bebida. No primeiro deles, que é o chá mate propriamente dito, é necessário adicionar 2 colheres (de sopa) da erva em uma xícara. Em seguida, deve-se adicionar água em uma temperatura pré-fervura.

Já com relação ao consumo, ele deve ser feito em até três vezes por dia. Por exemplo, uma xícara antes do café da manhã, uma outra no almoço e, por fim, outra no jantar.

Além desse tipo, há ainda outras duas formas de se utilizar a erva mate são elas: no chimarrão e no tereré. No primeiro caso é adicionar a água em ponto de ebulição em uma cuia já com a planta. Já no segundo, a água deve estar fria.

Veja também: Chá mate age forte no combate ao colesterol

Chá mate faz mal?

Assim como todos os remédios, naturais ou não, o chá mate tem uma série de restrições. Por exemplo, grávidas e nutrizes não devem fazer uso da bebida devido ao teor de cafeína. Também por causa dessa substância, pacientes que sofrem de insônia devem evitar o consumo do chá.

Erva mate picada

A erva mate é emagrecedora pois dá saciedade e estimula o metabolismo (Foto: depositphotos)

Outros indivíduos que não podem consumir a erva mate são os que sofrem com problemas gástricos, como úlceras e gastrite. Ansiosos, hipertensos e pacientes com problemas cardíacos ou com sensibilidade à erva devem evitá-la.

Chás que não contêm cafeína

Apesar de muitos chás possuírem cafeína em suas composições, algumas infusões não possuem essa substância. Além disso, promovem o efeito contrário do composto estimulante. Portanto, os chás a seguir são responsáveis por promover relaxamento:

  • CamomilaAlivia o estresse, acalma, relaxa e ajuda no tratamento da ansiedade. Esse chá calmante também é indicado para alívios de cólicas, enjoos e problemas no estômago, como a má digestão
  • Jasmim: Também ajuda no tratamento de problemas digestivos, é antioxidante e calmante. Além disso, o chá de jasmim é um ótimo aliado na luta contra resfriados e gripes
  • Melissa: Os efeitos relaxantes do chá de melissa são provados na hora do sono, pois reduz o estresse e a ansiedade. Além disso, é uma excelente escolha para os que possuem problemas digestivos

Outros alimentos que contém cafeína

Não é apenas o chá mate que possui cafeína, outras infusões e alimentos também são constituídos com essa substância, com teor diferente um do outro. Como exemplos desses casos podemos citar:

  • Chá preto
  • Chá branco
  • Bebidas feitas a base de cola
  • Café
  • Chocolates
  • Chá verde

Veja tambémChá mate faz mal? Saiba

Com tudo isso, fica evidente os benefícios do chá mate e para quê ele serve. Mas, claro, antes de fazer a bebida e tomar as três xícaras diárias, é sempre importante estar atento as contraindicações. Sabendo usar o teor de cafeína da bebida para o bem do organismo.