Publicado por Redação

O cerrado brasileiro possui uma diversidade na sua flora. Na verdade, trata-se de uma área conhecida por árvores de grande porte e muito bonitas. Uma destas plantas está a sucupira preta, que além de possuir características estruturais majestosas também carrega muitas propriedades medicinais.

Pertencendo a família das Fabaceae, esta árvore pode ser conhecida por outros nomes como cutiúba, sicupira, sucupira-açu, sapupira-do-campo, sucupira-parda, sicupira-do-cerrado etc.

E, da mesma forma como possui várias nomenclaturas, também é conhecida pela variedade de efeitos benéficos. Confira:

Sucupira preta: benefícios e propriedades

O chá de sucupira preta trata doenças como sífilis, gota e úlceras

Essa planta tem ação antidiabética, uma vez que ajuda a regularizar os níveis de insulina (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

  • Adstringente;
  • Antirreumática;
  • Depurativa;
  • Hipoglicêmica;
  • Tônica.

Diante destas propriedades medicinais é possível dizer que a sucupira preta serve para tratar doenças como sífilis, gota e úlceras. Além disso, pode ser utilizada na melhora de pacientes que possuem problemas digestivos, eczemas e dermatose.

Indivíduos que estejam com febre podem ser beneficiados com esta planta, pois ela ajuda a regular a temperatura corporal. Já quem possui limitações do corpo devido a gota, reumatismo e artrite, também deve usufruir dos efeitos benéficos deste remédio natural.

Veja tambémChá de sucupira – Benefícios e propriedades da planta

Chá de sucupira preta trata diabetes

Além de todos os pontos citados anteriormente, sucupira preta ainda possui ação antidiabética. Por esta razão, trata-se de uma planta aliada do paciente que possui diabetes, uma vez que ajuda a regularizar os níveis de insulina presentes no organismo.

Como preparar e usar o chá de sucupira preta?

Existem três formas de usar a sucupira preta para tratamentos naturais, são ela: preparando uma decocção das cascas do caule, uma decocção das cascas da raiz e uma infusão das sementes.

No primeiro caso, é necessário colocar em uma panela um litro de água filtrada. Em seguida, 10 gramas das cascas do caule devem ser amassadas com o auxílio de um pilão. Depois basta misturá-las com o líquido e levar ao fogo. Após ferver por 10 minutos, o chá estará pronto para ser coado e consumido. A dosagem não deve ultrapassar três xícaras por dia.

A decocção da casca da raiz deve ser feita da mesma maneira, levando em consideração a quantidade da erva e do líquido. Bem como o tempo de duração no fogo e a dosagem para ser consumida durante o dia.

Veja tambémInfusão ou decocção? Qual a melhor maneira de preparar um chá?

Já no caso da infusão das sementes, é necessário ter uma xícara de água fervida e adicionar em seguida uma colher (de chá) das sementes. Depois tampe o recipiente e aguarde por cinco minutos. Após o tempo determinado a infusão estará pronta para ser consumida, sendo indicado não ultrapassar três xícaras.

Contraindicações deste chá

Mesmo se tratando de um remédio caseiro, o chá de sucupira preta não deve ser consumido por todas as pessoas. Isto porque existem substâncias nesta planta que não são recomendáveis para crianças, grávidas ou mulheres que estejam no período de lactação.

Além disso, no geral, é mais recomendado que o paciente busque ajuda médica antes de optar por fazer qualquer tratamento, seja ele natural ou não. Lembrar que a automedicação pode ser tão prejudicial quanto a não procura por tratamento é importante para garantir uma saúde melhor.

Veja mais!