Escrito por em 16/11/2017

Conhecida como uma planta de pequeno porte que pode ser usada como ingrediente para resolver alguns problemas de saúde, a sacaca é uma planta que pertence à família das Euphorbiaceae. Porém, antes de empregá-la no processo de tratamento e cura de qualquer doença, o médico deve ser consultado.

Dependendo do local onde é encontrada, essa espécie pode ser conhecida por vários outros nomes. Entre os principais, destaque para caá-juçara, cajuçara, cajussara, casca-sacaca, marassacaca, muirasacaca e muirá-sacaca. Na medicina natural, as partes da planta utilizadas são: folhas, casca, raiz.

A sacaca é uma planta bastante comum na região amazônica, mas também pode ser encontrada com facilidade em alguns mercados e feiras de ingredientes naturais. Trata-se de uma espécie de pequeno porte que possui folhas verdes e volumosas, sobretudo na parte final de cada haste.

O chá de sacaca também é indicado para combater a anemia e regular o colesterol

A sacaca pode auxiliar no tratamento de diarreia e dor de estômago (Foto: Reprodução/Wikipedia Commons)

Propriedades medicinais da sacaca

A sacaca é uma planta que possui propriedades medicinais como anti-inflamatória, antilítica, antitumoral, antiulcerogênica, emagrecedora, estomáquica e hipoglicêmica, por isso ela pode ser usada como ingrediente no combate a uma série de doenças relacionadas a saúde humana.

Veja também: Quais chás você não deve tomar se estiver com diarreia

Ela é ideal para combater a anemia e regular o colesterol. A sacaca também atua contra a diabete, diarreia, dor estomacal, emagrecimento, problemas no fígado e rins, icterícia, malária e vesícula. Sua eficácia é comprovada por meio de estudos e pesquisas realizadas por faculdades e órgãos ligadas à saúde.

Cuidados e Precauções

Como foi dito anteriormente, consumir a planta por conta própria, sem recorrer a um médico, pode desencadear uma série de problemas à saúde, sobretudo quando ingerida em excesso. Fora isso, a planta não pode ser usada, em nenhuma hipótese, por mulheres grávidas, lactantes ou crianças.

Caso seja consumida em excesso, a sacaca pode provocar intoxicação e sérios danos ao fígado, provocando hepatite aguda e até a morte.

Chá de sacaca

Quando consumida na forma de chá, a sacaca pode auxiliar no tratamento de diarreia, dor de estômago, rins e inflamações da vesícula biliar. Para isso, você vai precisar de 200 ml de água filtrada e duas colheres (de sopa) de qualquer parte da planta (raiz, cascas ou folha).

O primeiro passo é colocar a água para ferver. Assim que começar a apresentar os sinais de ebulição, desligue o fogo e acrescente a parte da planta escolhida para o preparo. Deixe descansar por cerca de 10 minutos. Passado esse tempo, use uma peneira para retirar a erva, restando apenas o líquido.

Veja também: Saiba como controlar a diarreia usando taninos. Chás são opção

No tratamento, geralmente não é permitida a ingestão de mais de três xícaras por dia.