Escrito por em 23/04/2019 (atualização: 04/06/2019)

Você já ouviu falar sobre o chá de pitaya? Essa fruta tem se destacado por dois fatores: sua aparência suculenta e seus benefícios para a vida saudável. Aqui você vai aprender tudo sobre os principais benefícios da pitaya e como preparar o chá desta fruta deliciosa.

A pitaya é uma fruta originária do México e da América Central. Em primeiro lugar, ela chama atenção pela sua beleza.

Sua casca é vermelho-rosado e sua polpa pode ser branca, vermelha ou rosa, com pequenas sementinhas que podem ser ingeridas. A pitaya é também conhecida como fruta do dragão, fruta-dragão ou pitaia.

O chá de pitaya é, na verdade, um chá de casca da pitaya, que são colocadas em água fervente para infusão. Não é possível usar a polpa da fruta para fazer chá, mas é uma ótima pedida usá-las para fazer um suchá nutritivo e delicioso para os dias quentes.

No decorrer do artigo, você encontrará tópicos dedicados apenas ao preparo destas receitas. Confira!

Chá de pitaya: para que serve?

A pitaya é conhecida por muitos como uma fruta ótima para emagrecer, mas não é só para isso que ela serve. Veja abaixo a lista com os principais benefícios da pitaya:

  • Melhora a imunidade
  • Faz bem para o coração
  • É antioxidante
  • Ajuda no tratamento da diabetes
  • Ajuda a emagrecer
  • Melhora função intestinal.
Pitaya sendo cortada

Entre os benefícios dessa fruta estão o auxílio no emagrecimento e a ação antioxidante (Foto: depositphotos)

Viu só quantos benefícios? Estes são apenas aqueles que já foram confirmados pela medicina. A pitaya ainda possui vários outros benefícios tradicionais da medicina natural, mas a ciência ainda busca comprová-los, por isso não os colocamos na lista.

No próximo tópico, nós vamos te mostrar um pouco mais sobre cada um dos benefícios listados e explicar como eles funcionam no corpo humano.

Conheça melhor os benefícios da pitaya

Aqui você aprenderá um pouco mais sobre cada um dos principais benefícios da pitaya e do seu chá. Confira nossas referências científicas no final do artigo.

Melhora a imunidade

A pitaya é uma grande fonte de vitamina C, o que ajuda o corpo a ter mais imunidade e defesas contra micróbios, bactérias e vírus (1).

Além disso, ter uma boa imunidade é muito importante para o tratamento e recuperação de várias doenças e problemas de saúde.

Essa é, a princípio, a maior vantagem saudável da pitaya. Afinal, é por causa desse grande potencial que ela é muito conhecida no cenário da ciência medicinal no mundo. Contudo, existem outros muitos benefícios.

Faz bem para o coração

Outro grande benefício da pitaya é a sua ação protetora do coração (2). Um estudo realizado na Malásia comprovou que a pitaya evita a rigidez aórtica, um problema sério que pode comprometer o funcionamento do coração.

Em suma, as substâncias da pitaya são capazes de tornar mais elástica a aorta, importante artéria do coração. Sendo assim, o coração fica mais “flexível”, o que garante melhor circulação, previne entupimentos e facilita os batimentos. Esse benefício é ainda melhor para pacientes diabéticos.

É antioxidante

Além disso, a pitaya também é conhecida pelo o seu alto potencial antioxidante (1, 2, 3). Os alimentos antioxidantes previnem a ação dos radicais livres, substâncias que dificultam o ciclo de vida saudável das células, e assim, abrem as portas para o surgimento de várias doenças.

Entre as doenças que podem ser prevenidas pela ação antioxidantes estão a Doença de Parkinson, Alzheimer, diabetes, câncer, envelhecimento precoce e diversas doenças degenerativas.

Ajuda no tratamento da diabetes

Um estudo chinês relacionou o consumo da pitaya à melhora na resistência da insulina (1). Isto é, consumir pitaya ou receitas naturais dessa fruta ajuda no tratamento da diabetes, pois melhora a forma como o organismo recebe e administra a insulina.

Ajuda a emagrecer

Outro benefício chamativo da pitaya é a sua grande quantidade de fibras ao mesmo tempo em que tem poucas calorias (4). Ou seja, isso quer dizer que ela promove saciedade, ao mesmo tempo em que é uma opção pouco calórica. Excelente para lanches e sobremesas durante dietas de emagrecimento.

Uma pitaya de 100 gramas (grande) possui cerca de 50 calorias apenas, o que pode ser gasto fazendo até mesmo atividades simples como lavar louças, caminhar rápido por 20 minutos ou até mesmo dormindo.

Melhora função intestinal

Por fim, mas não menos importante, a pitaya é rica em fibras, o que ajuda a regular o intestino (4). Apesar desse benefício ser mais presente na fruta em si do que no chá, a bebida também traz um pouco dessa característica de ajudar na saúde intestinal.

Como preparar o chá de pitaya

Para o chá de pitaya você vai precisar apenas das cascas da fruta, bem lavadas. A polpa você pode comer in natura ou reservar para fazer o suchá (receita no tópico abaixo). Siga as instruções para fazer o melhor chá saudável de pitaya:

  1. Lave a pitaya e corte-a no meio. Retire a polpa usando uma colher. Você vai precisar apenas das cascas para o chá
  2. Aqueça 1 xícara de água em uma panela e espere ferver
  3. Em seguida, assim que atingir a fervura, desligue o fogo e adicione as cascas da pitaya
  4. Tampe por 10 minutos
  5. Por fim, retire as cascas com cuidado (para não se queimar) e beba sem adoçar.

O chá pode ser consumido uma vez por dia e a melhor hora é após alguma das refeições principais.

Também é uma bebida que vai bem com lanches da tarde ou da manhã. Acompanha bem frutas, grãos e bolachas.

Como preparar o suchá de pitaya

O suchá de pitaya é bem simples de preparar e é uma maneira de aproveitar a polpa nutritiva da fruta. Tudo o que você precisa fazer é o suco de pitaya, só que sem usar água ou leite.

Ao invés disso, você deve usar um chá de sabor suave, como erva-doce, alfazema ou camomila. Siga as instruções abaixo para obter o melhor suchá saudável de pitaya.

  1. Faça 1 xícara do chá suave da sua preferência e espere esfriar. Recomendamos camomila
  2. No liquidificador, adicione a polpa de 2 pitayas, 1 banana congelada, o chá e 2 colheres (de sopa) de mel de abelha. Bata tudo
  3. Beba/sirva.

Contudo, não indicamos os chás de sabor forte na produção deste suchá. Evite usar chá preto, chá verde, gengibre, etc.

Além de obter os benefícios da pitaya, você também vai obter os benefícios do chá que escolher.

Suchá de pitaya

Erva-doce, alfazema ou camomila são as opções mais adequadas para acompanhar a polpa da pitaya (Foto: depositphotos)

Cuidados e contraindicações

Apesar dos muitos benefícios, a pitaya também traz consigo algumas contraindicações e cuidados muito importantes. Isto é, se usada de forma errada, a fruta pode acabar atuando como uma vilã, e não como uma benfeitora. Confira:

  • Existe alergia a pitaya, portanto, cuidado se este for o caso
  • A casca da pitaya não deve ser consumida. Após fazer o chá, jogue-as fora
  • O consumo exagerado de pitaya pode trazer efeitos colaterais negativos.

Tomando cuidado com esses três pontos, o consumo da pitaya só vai trazer benefícios e sabores à sua vida!

Referências científicas

  1. SONG, H. et al. “White Pitaya (Hylocereus undatus) Juice Attenuates Insulin Resistance and Hepatic Steatosis in Diet-Induced Obese Mice“. 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4767368/. Acesso em 18 de abril de 2019.
  2. ANAND SWARUP, K. R. et al. “Effect of dragon fruit extract on oxidative stress and aortic stiffness in streptozotocin-induced diabetes in rats“. 2010. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21808536. Acesso em 18 de abril de 2019.
  3. KIM, H. et al. “Comparative antioxidant and antiproliferative activities of red and white pitayas and their correlation with flavonoid and polyphenol content“. 2011. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21535651. Acesso em 18 de abril de 2019.
  4. FATSECRET BRASIL – “Pitaya“. Tabela Nutricional. Disponível em: https://www.fatsecret.com.br/calorias-nutrição/genérico/pitaya. Acesso em 18 de abril de 2019.

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.