Publicado por Redação

Apesar do nome bastante semelhante aos de outras espécies da mesma família, o picão da praia é uma planta que possui características e propriedades medicinais próprias. Como o próprio nome sugere, essa espécie é encontrada facilmente em áreas litorâneas, no Brasil, destaque para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Trata-se de uma planta rasteira, com caules peludos e folhas verdes ovaladas. As flores do picão da praia chamam bastante atenção, devido à cor amarelo vibrante. Elas são frequentes na parte extrema dos ramos. Já em relação aos frutos, eles são bem pequenos, no formato oval e ligeiramente curvo.

Propriedades medicinais do picão da praia

O picão da praia é uma planta que possui algumas propriedades curativas. São elas: tônica, diaforética, diurética, anti-leucorreica, febrífugo e antiblenorrágico. Por isso ela pode ser usada no processo de tratamento e cura de várias doenças, seja com características mais graves ou amenas.

O picão da praia pode ser usada no processo de tratamento e cura de várias doenças

A planta só deve ser incluída no tratamento mediante orientação médica (Foto: Reprodução/ Etsy)

Indicação dessa planta

Entre as indicações pelo uso do picão da praia está o tratamento de gripes e febres palustre. Além do mais, as pessoas que sofrem de cólicas no estômago e intestino também podem usar a planta para acabar com elas. Por último, os casos de gonorreia são tratados com agilidade e eficácia a partir do uso da planta.

Mesmo com todas essas indicações favoráveis ao uso, a planta só deve ser incluída no tratamento de qualquer que seja o paciente mediante orientação médica. Esse cuidado acaba resguardando o paciente do aparecimento de algumas complicações no decorrer do tratamento, além da dosagem ideal para cada tipo de necessidade.

Veja tambémChá de picão – Benefícios e propriedades

Chá de picão da praia

Uma das formas mais usuais de incluir o picão da praia no tratamento de saúde é através do preparo do chá. Para isso você vai precisar de 200 ml de água filtrada e quatro gramas de folhas da planta seca. O primeiro passo é colocar a água para ferver em um recipiente com tampa.

Assim que os primeiros sinais de fervura forem identificados, desligue o fogo e acrescente a erva. Deixe o recipiente tampado por cerca de 10 minutos. Passado esse tempo, use uma peneira para remover toda a erva antes de consumir a bebida. A indicação é que a ingestão não ultrapasse as três doses diárias.

Veja também: Chá promete tratar problemas do sistema urinário

Veja mais!