Escrito por em 26/12/2013 (atualização: 04/06/2019)

Você já ouviu falar sobre os benefícios do chá de manjerona? Aqui você vai conhecer essa planta e, com certeza, se surpreender com a sua capacidade medicinal. Descubra tudo sobre a origem, benéficos e como preparar este chá natural!

Antes de mais nada, o nome científico da manjerona é Origanum majorana e é conhecida como parente mais próxima do orégano. Trata-se de uma planta nativa da Europa, mas atualmente pode ser encontrada em praticamente qualquer parte do mundo.

Tem características rasteiras, folhas ovais e pequenas, podendo a planta atingir até 50 cm de altura e possuindo aroma extremamente agradável. Faz parte da família das Lamiaceae. Pode ser conhecida popularmente sob outros nomes e apelidos, como flor-de-himeneu e amáraco. Muitas vezes é confundida com o orégano devido a sua semelhança estrutural.

Dona de uma composição complexa, a manjerona é rica em substâncias que promovem benefícios para a saúde feminina, coração, fígado e para o organismo e geral. Confira:

Para quê serve este chá?

O chá de manjerona é usado há muito tempo para tratar vários males. Com o avanço das ciências, foi possível comprovar vários benefícios para o corpo humano.

Xícara com chá de manjerona

Para usufruir dos benefícios desse chá, o ideal é consumir 2 xícaras da bebida por dia (Foto: depositphotos)

Sendo assim, separamos para você a lista com os principais benefícios medicinais deste chá. Veja:

  • Regula a menstruação e hormônios femininos
  • É antioxidante
  • Ajuda no controle da diabetes
  • Previne úlceras
  • Elimina bactérias do corpo
  • Tem potencial anti-inflamatório
  • Protege o coração
  • Faz bem para o fígado
  • Alivia o estresse e ajuda a dormir melhor
  • Combate a cólica infantil

São muitos benefícios! Vale deixar claro que estes que foram listados são os benefícios comprovados pela ciência até o momento. Claro que existem outras vantagens saudáveis, mas estas ainda estão sendo estudadas ou passando por testes.

Descubra mais sobre os benefícios

Agora você verá um pouco mais sobre cada um dos benefícios listados anteriormente. É aqui também onde você vai confirmar que todos esses benefícios são verdadeiros. As informações são baseadas em fontes científicas e pesquisas oficiais. Confira nossas referências científicas no fim do artigo!

Regula a menstruação e hormônios femininos

Um dos principais benefícios da manjerona são as suas propriedades que ajudam a saúde feminina, principalmente em relação ao ciclo menstrual e saúde uterina (1, 5). Um estudo realizado com mulheres que possuem ovários policísticos comprou muitas vantagens.

Em primeiro lugar, é bom deixar claro que o chá de manjerona é usado há dezenas de anos como um regulador menstrual natural. De fato, há propriedades neste planta que beneficiam o útero, pois regulam os hormônios femininos (estrogênio) e ajudam a regular a menstruação.

Do mesmo modo, o chá de manjerona também é responsável por aumentar a sensibilidade à insulina. De acordo com o estudo, este efeito beneficia o ciclo menstrual feminino.

Dessa forma, o ciclo menstrual funciona melhor e pode se obter a regulação menstrual, caso o chá seja administrado corretamente. Além disso, com a manutenção hormonal promovida por este chá, há benefícios na saúde geral da mulher.

É antioxidante

Outro dos principais benefícios da manjerona é a sua ação antioxidante (2, 4, 5). Estudos comprovaram que a manjerona possui substâncias antioxidantes (carotenoides) que combatem os radicais livres e previnem várias doenças.

Os radicais livres são substâncias que prejudicam o ciclo de vida e regeneração das células do corpo. São provenientes da alimentação e são responsáveis por aumentar o risco de várias doenças. Por exemplo, câncer, Mal de Parkinson, Alzheimer, doenças degenerativas, envelhecimento precoce e diabetes.

Além disso, os alimentos antioxidantes ajudam todo o corpo de um modo geral. Inclusive, estudos relacionam o consumo de antioxidantes com a qualidade e beleza da pele, por exemplo.

Ajuda no controle da diabetes

Um estudo americano relacionou as propriedades da manjerona com um super benefício: o controle da diabetes e melhora da sensibilidade à insulina (1). Quem tem diabetes sabe que esse é um benefício bem importante.

Sendo assim, a maior sensibilidade a insulina pode ser de grande ajuda no tratamento da doença. Além disso, pode diminuir as chances de picos de glicemia, situação que traz diversos sintomas, como mal-estar, desmaios e ânsia.

Previne úlceras

Nos últimos anos, alguns estudos científicos têm obtido bons resultados quando o assunto é prevenir úlceras usando propriedades da manjerona (3, 5). Embora ainda não tenham sido realizado testes em humanos, um estudo médico comprovou este efeito em animais de laboratório.

Além de prevenir úlceras, os cientistas descobriram que esta planta é capaz diminuir a acidez estomacal, o que reduz a incidências de ferimentos e problemas como azia estomacal, por exemplo.

Sendo assim, o chá desta planta pode ser o segredo para a solução destes problemas. Como não há contraindicações, você pode começar a utilizar este chá com esse propósito e conferir por conta própria os resultados.

Elimina bactérias no corpo

Análises realizadas em laboratório confirmaram que a manjerona é muito efetiva quando o assunto é eliminar bactérias do organismo (4,5). Inclusive, em alguns casos, esta planta é comparada a antibióticos farmacêuticos graças a seu grande potencial medicinal.

A inibição ou eliminação de bactérias é muito importante para manter o corpo protegido de diversas doenças e riscos. Em especial, o estudo revelou a ação inibitória da manjerona para 6 tipos de bactérias. São eles: Enterococcus faecalis, Escherichia coli, Salmonella enteritidis, Listeria ivanovii, Listeria inocula, e Listeria monocytogenes.

Todas estas são responsáveis por doenças. Por exemplo, a bactéria Escherichia coli (também chamada de E-Coli) é uma comum causadora de infecções urinárias e intestinais. Sendo assim, a manjerona entra na seleta lista de alimentos com alta capacidade bactericida.

Tem potencial anti-inflamatório

Um resumo científico sobre os potenciais medicinais e farmacêuticos da manjerona traz em sua lista de benefícios a ação anti-inflamatória (5).

Dessa forma, o chá de manjerona pode ajudar no tratamento e recuperação de doenças inflamatórias e aliviar as famosas dores na lombar, articulações e ombros, que muitas vezes são causadas por pequenas inflamações.

Contudo, vale deixar claro que não adianta tentar combater inflamações com a manjerona se a sua alimentação não é saudável. Isto é, existem alimentos que aumentam as inflamações, por isso, devem ser evitados. Não adianta tomar este chá e ingerir alimentos ricos em gorduras, sal e açúcar, por exemplo.

Protege o coração

Algumas pesquisas feitas em laboratório comprovaram que a manjerona possui componentes que ajudam a proteger o coração (5). Segundo os resultados, a planta pode ser usada inclusive para auxiliar nos tratamentos de trombocitose e agranulocitose.

Isto acontece graças a ação anticoagulante promovida graças a algumas substâncias da composição da manjerona. Elas ajudam a manter o sangue fluindo de forma mais livre, o que melhora o fluxo sanguíneo e a saúde cardíaca.

No geral, a manjerona possui substâncias que melhoram a circulação sanguínea e garantem o bom funcionamento do coração. Dessa forma, é possível se proteger de várias doenças e incidentes como ataques-cardíacos, por exemplo.

Faz bem para o fígado

Outro benefício do chá de manjerona é que ele ajuda o fígado a trabalhar mais e melhor, além de diminuir a chance de doenças hepáticas (5). O chá desta planta melhora as funções do fígado e previne várias doenças no órgão.

Alivia o estresse e ajuda a dormir melhor

Este é um ótimo benefício para as pessoas que vivem sob pressão e têm dificuldade para dormir. Foi comprovado pela medicina que o chá de manjerona possui efeito sedativo (5). Ou seja, ajuda a aliviar o sistema nervoso e provoca sono de forma leve.

Tomar o chá de manjerona antes de apresentações, entrevistas de emprego e momentos de pressão pode ser a chave para se acalmar. Além disso, essa bebida pode ser usada como auxiliar no tratamento da insônia e outros distúrbios do sono.

Combate a cólica infantil

Por fim, um dos usos tradicionais do chá de manjerona é para o alívio das cólicas infantis (6). As cólicas em bebês e crianças é um problema bem comum, que desespera muitos pais que não sabem o que fazer.

Há anos, o chá de manjerona é usado para aliviar e tratar este problema. E esse benefício foi comprovado pela ciência. Contudo, é importante administrar o uso deste chá sob o monitoramento de um médico especialista. Altas doses do chá podem fazer mal aos pequenos.

Além disso, o estudo que mostrou esse benefício como verdadeiro ainda foi capaz de comprovar que o chá de manjerona pode aliviar desconfortos abdominais no geral, inclusive em adultos.

Como preparar o chá?

Folhas de manjerona

Essa planta é conhecida como uma parente mais próxima do orégano (Foto: depositphotos)

A receita do chá de manjerona é bem simples e traz todos os benefícios mostrados acima. Siga as simples instruções abaixo para preparar o melhor chá natural de manjerona:

  1. Aqueça 2 xícaras de água em uma panela ou chaleira.
  2. Quando a água ferver, desligue o fogo e adicione 1 colher (de sopa) de manjerona.
  3. Em seguida, tampe por 10 minutos.
  4. Por fim, coe e beba sem adoçar.

Quantas vezes tomar?

Em caso de tratamento, quando se usa o chá como auxiliar, o ideal é consumir 2 xícaras da bebida por dia. Assim, tome uma xícara depois do almoço e outra depois do jantar. Não consuma mais do que essa quantidade, pois pode fazer mal.

O melhor horário para tomar o chá é à noite, após o jantar. Contudo, se você demorar para dormir após ingerir o chá, ele pode acabar abrindo o seu apetite, graças ao seu efeito carminativo (5).

Contraindicações e cuidados

Como todo alimento natural, não se pode exagerar no consumo da manjerona. O consumo excessivo pode provocar sintomas como ânsia, sonolência e afetar o ciclo menstrual de forma negativa.

Este é um chá que não deve ser tomado por mulheres grávidas. Graças ao seu efeito de regulação menstrual, o chá é capaz de prejudicar a gravidez e feto. Por outro lado, não há contraindicações a respeito do consumo do chá por parte das lactantes.

Apesar de combater cólicas infantis, nunca dê o chá para as crianças sem a permissão de um médico especialista.

Referências científicas

  1. HAJ-HUSEIN, I.; TUKAN, S.; ALKAZALEH, F.. The effect of marjoram (Origanum majorana) tea on the hormonal profile of women with polycystic ovary syndrome: a randomised controlled pilot study. 2016. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25662759>. Acesso em 15/01/2019.
  2. ZTOTEK, U.. Effect of jasmonic acid and yeast extract elicitation on low-molecular antioxidants and antioxidant activity of marjoram (Origanum majorana L.). 2017. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29241316>. Acesso em 15/01/2019.
  3. AL-HOWIRINY, T.; et, al.. Protective Effect of Origanum majorana L. ‘Marjoram’ on various models of gastric mucosal injury in rats. 2009. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19606513>. Acesso em 15/01/2019.
  4. OLFA, B.; MARIEM, A.; SALAH, A. M.; MOUHIBA, B. A.. Chemical content, antibacterial and antioxidant properties of essential oil extract from Tunisian Origanum majorana L. cultivated under saline condition. 2016. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28375110>. Acesso em 15/01/2019.
  5. BINA, F.; RAHIMI, R.. Sweet Marjoram: A Review of Ethnopharmacology, Phytochemistry, and Biological Activities. 2017. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5871212/>. Acesso em 15/01/2019.
  6. MAKRANE, H.; et. al.. Myorelaxant Activity of essential oil from Origanum majorana L. on rat and rabbit. 2019. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30205180>. Acesso em 15/01/2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.