Escrito por em 30/04/2018

Nesse texto você confere os benefícios e propriedades do chá de louro preto, como preparar essa bebida, como e quando consumi-la. Aproveite e veja também os cuidados e contraindicações necessárias para o consumo. Confira tudo isso a seguir!

Pertencente à família das laureacea, louro preto também é conhecida por outros nomes, como canela preta verdadeira, canela prego, inhaíba ou canel amassapé. Trata-se de uma planta muito conhecida devido a utilização de sua madeira.

No entanto, a erva vem sendo empregada em tratamentos médicos e com muita eficiência. Com os avanços na ciência é possível reconhecer diversos princípios ativos presentes nas cascas desta planta.

Benefícios do chá de louro preto

O louro preto é indicado para o tratamento de problemas digestivos, como azia, afecções intestinais, diarreia, flatulências e outros casos gastrointestinais.

Além disso, ajuda o organismo a enfrentar a fraqueza, sintoma que acomete as pessoas em muitas das situações já mencionadas.

Chá de louro preto tem muitos benefícios e sua parte usada são as cascas do caule

O chá dessa planta é indicado para tratamento de problemas digestivos (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

Propriedades desta planta

  • Carminativa;
  • Digestiva;
  • Diurética;
  • Emenagoga.

Veja tambémReceita de chá incomparável para tratar azia

Como fazer o chá de louro preto

É possível encontrar as cascas de louro preto em lojas de produtos naturais online ou físicas e também em feiras livres. Ao adquiri-las, use meia colher (de sopa) em uma xícara de água fervente.

Após misturar estes ingredientes, tampe o recipiente e deixe em infusão por aproximadamente 10 minutos. Depois do tempo determinado, coe o chá e beba sem adicionar açúcar, adoçante ou mel. A dica é ingerir até três xícaras por dia.

Contraindicações de uso

Plantas, apesar de serem produtos naturais, também possuem contraindicações, tendo em vista que alguns organismos não estão preparados para receber os princípios ativos e as propriedades presentes nesta planta.

Veja também: Alivie sintomas da azia com chá de boldo brasileiro

Por esta razão, mulheres que estão grávidas ou que estejam no processo de amamentação não podem fazer uso desta planta, para não correr o risco de prejudicar o desenvolvimento do bebê. Já as crianças menores de 12 anos, também não devem fazer uso desta planta.

No geral, é recomendado procurar um especialista antes de utilizar qualquer remédio, tendo em vista que a automedicação pode ser tão perigosa quanto o não tratamento.