Publicado por Redação

Apesar de ter sua origem na China, a planta limão cravo se adaptou muito bem aos solos e climas brasileiros, por isso pode ser facilmente encontrada no território nacional. Trata-se de uma erva altamente benéfica ao organismo humano, podendo ser aplicada em tratamentos internos e externos.

Propriedades e benefícios da planta

  • Alcalinizante;
  • Antiescorbútico;
  • Antiespasmódico;
  • Depurativo;
  • Digestivo;
  • Sedativo;
  • Sudorífico;
  • Tônico;
  • Vermífugo.
Chá de limão cravo: bebida benéfica para aliviar dores reumáticas

Foto: depositphotos

Diante de tantas propriedades medicinais, é possível afirmar que limão cravo é uma planta benéfica em casos de dores reumáticas, pois aliviam os incômodos causados pelo reumatismo e facilitam os movimentos dos pacientes.

Pode ser aplicada ainda em casos de diarreia, hipertensão arterial, aterosclerose e afecções das vias biliares. Além do uso interno, a planta também combate problemas externos devido a sua capacidade antisséptica.

Preparando o chá de limão cravo

Corte um limão em fatias e depois adicione as rodelas em um recipiente contendo duas xícaras de água. Leve ao forno e deixe ferver. Após o líquido entrar em processo de ebulição, desligue o fogo, tampe o recipiente e aguarde por 10 minutos até a bebida esfriar.

Depois do tempo determinado, coe o chá e sirva. A dica é consumir até três xícaras desta bebida por dia. Além disso, vale ressaltar que é importante tomar este remédio natural fresco, logo após o preparo, sem adicionar açúcar ou qualquer outro adoçante.

Contraindicações e efeitos colaterais

No geral, nenhum produto deve ser consumido por grávidas, mulheres em período de lactação e crianças menores de 12 anos sem antes passar por uma consulta médica. Seja ele um produto natural ou químico. Isto porque se tratam de organismos que estão e são mais sensíveis e, por isso, requerem uma preocupação maior.

Além destes casos, o chá de limão cravo é contraindicado para pacientes que possuem diabetes ou hipotensão, mais conhecida como pressão baixa. Outro ponto é com relação ao uso e exposição ao sol, o que deve ser totalmente evitado, levando em conta que os raios solares podem causar manchas nas regiões que receberam o produto.

No mais, é importante ficar atento a quantidade máxima indicada, uma vez que o excesso deste chá pode provocar tremores, delírios, vertigens e até crises convulsivas.

Veja mais!