Escrito por em 11/01/2017

Originária da Europa, Ásia, Norte Africano e lhas Canárias, a hera é uma planta que pertence à família das Haraliaceae. A espécie passou a ser bastante conhecida pelas propriedades naturais que ela pode oferecer para os humanos, sobretudo no combate a alguns problemas estéticos específicos, como a celulite.

A hera é identificada como sendo um arbusto trepador com raízes que se estende pelo solo se apoiando em árvores e muros. Já as folhas são alternadas e coriáceas. Ela produz frutos que são consumidos por pássaros, mas são tóxicos para os humanos.

Propriedades naturais

No que diz respeito ao uso pela medicina natural, as folhas secas são a base para os tratamentos. Porém, o mais recomendado é que o médico seja consultado. Pois, só ele que tem propriedade para prescrever o uso da erva nos tratamentos das doenças que ela ajuda a combater.

Chá de hera: bom para a saúde e para a estética

Foto: depositphotos

No mais, a planta pode possuir uma série de princípios ativos que ajudam no processo de cura de várias doenças. Entre as principais propriedades, destaque para a analgésica, antiespasmódica, calmante, cicatrizante, estimulante, hidratante, lipolítica e vasodilatadora.

Quanto aos males que a hera combate, estão: laringite, hipertensão arterial, nevralgias, gota, escrofulose, ferimentos, reumatismo, neurites, feridas, úlceras, calos, hidrocefalias e convulsões de origem encefálica. Somado a tudo isso, a planta também combate as celulites.

Contraindicações

Atenção quanto ao uso dessa planta para combater os problemas de saúde. Ela não é indicada para crianças pequenas, nem tão pouco para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Os portadores de hipertireoidismo também devem tomar cuidado com a planta.

Entre os efeitos colaterais que podem aparecer quanto ao uso da planta, destaque para diarreia e vômito, hemólise, irritação gástrica, excitação e estado febril. O uso externo prolongado pode levar ao aparecimento de dermatites. Por todas essas questões que o uso deve ser prescrito pelo médico.

Chá de hera

Quando o uso é liberado pelo médico para o tratamento, a forma mais comum é através do chá. Para prepará-lo, você vai precisar de 25 ml de água filtrada e um punhado de folhas secas de hera, cerca de 20 g.

O primeiro passo é colocar a água para ferver. Assim que ela atingir o ponto de ebulição, desligue o fogo e acrescente a erva. Deixe descansar por cerca de 10 minutos, com o recipiente tampado. Passado esse tempo, use uma peneira para retirar as folhas. O consumo diário recomendado é de duas xícaras.