Escrito por em 16/12/2016 (atualização: 14/12/2016)

A erva de Santa Maria é uma planta que pertence à família das Chenopodiaceae. Ela é nativa do México e das Américas Central e do Sul, porém, devido a facilidade em se adaptar ao clima tropical e subtropical, acabou se espalhando por várias outras regiões. A erva de Santa Maria é conhecida pelas suas propriedades medicinais.

Dependendo do local onde ela é encontrada, pode ser conhecida por muitos outros nomes, a exemplo de ambrosina, ambrósia-do-méxico, anserina-vermífuga, apazote, canudo, cacica e cravinho-do-campo.

Outros nomes bastante populares são erva-de-bicho, erva-formiga, erva-santa, mastruz, trevo-de-santa-luzia e uzaidela.

Propriedades medicinais da erva de Santa Maria

Chá de erva de Santa Maria combate vermes

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Para a medicina natural, as partes da erva que são utilizadas nos preparos de chás, por exemplo, são as folhas e os frutos. No que diz respeito às doenças que podem ser tratadas a partir do usa da planta estão: asma, bronquite, catarro bronquial, cicatrização, contusões, fungos de solo, gripe, hemorragia interna e hemorroidas.

Além do mais, a planta também pode ser usada para tratar infecção pulmonar, laringites, problemas de má circulação, parasitas do intestino em geral, pé de atleta, picadas de insetos, tosse, tuberculose, fraturas, fortificante dos pulmões, varizes e problemas nas vias respiratórias.

Cuidados

É importante que se fique claro que, apesar de se tratar de um ingrediente natural, o médico deve ser consultado. Pois só ele vai poder certificar o seu uso, sobretudo levando em consideração algumas características de cada pessoa. Quando utilizada em doses muito altas, ela pode causar morte, devido seu efeito tóxico.

A planta também possui efeito abortivo, sendo contraindicada para crianças com menos de dois anos. Outros sintomas que também podem ser identificados a partir do uso interno da planta são náuseas, vômitos, depressão do sistema nervoso, lesões hepáticas e renais, surdez, transtornos visuais, problemas cardíacos e respiratórios.

Chá de erva de Santa Maria

Para preparar o chá da erva de Santa Maria você vai precisar de um litro de água filtrada e 30 gramas da planta fresca. O primeiro passo é colocar a água para ferver. Assim que chegar ao ponto, desligue o fogo e acrescente a erva. Tampe o recipiente e deixe que ele descanse por 10 minutos.

Passado esse tempo, use uma peneira para separar a erva do líquido e o chá está pronto para ser ingerido. Vale lembrar que o recomendado é que a ingestão diária não ultrapasse as três xícaras.