Escrito por em 17/02/2017 (atualização: 23/09/2018)

O chá de canela é uma bebida natural que serve para diversos tratamentos homeopáticos e ainda faz muito bem para o organismo. Mas apesar de ser algo tão saudável, o consumo da erva pode prejudicar a gestação.

As grávidas precisam prestar mais atenção em tudo aquilo que consomem. E é preciso também ficarem atentas, inclusive, para as coisas naturais que são ingeridas.

O chá de canela é muito usado graças ao seu poder de emagrecimento. Mas o efeito termogênico responsável pela perda de peso também pode elevar a pressão arterial, o que prejudica a gestação.

Chá de canela aborta? Veja como esse chá atua no corpo

Foto: depositphotos

Normalmente, as mulheres que estão grávidas estão mais propícias a sofrerem de picos na pressão arterial. A ingestão da erva pode agravar ainda mais esse problema e levar a gestante a sofrer com o aborto ou a má formação do feto.

Fora os problemas com a pressão, o consumo do chá de canela também pode provocar contrações uterinas e hemorragia, aumentando ainda mais as chances da perda do feto.

Caso não haja aborto, quando a mulher consome o chá de canela na gestação, as chances do filho nascer com problemas de déficit de atenção, comportamento agressivo e hiperatividade ficam ainda maiores.

De acordo com um estudo publicado no American Journal of Epidemiology, a canela possui propriedades que afetam diretamente o sistema neurológico das crianças.

Já quem não está passando pelo processo de gestação, pode consumir normalmente a bebida. O chá de canela é recomendado para auxiliar e tratar problemas na saúde, como gripe, resfriados, infecções, controla o colesterol e insulina e combate os radicais livres.

A ação termogênica da bebida é responsável por acelerar o metabolismo, o que ajuda a fazer com que o organismo queime gordura. Por isso, o chá de canela é constantemente usado para quem deseja perder peso.