Escrito por em 26/01/2018 (atualização: 23/09/2018)

O corrimento vaginal é algo bastante comum na vida das mulheres. Mas quando ele apresenta um cheiro bastante forte, uma cor anormal e gera desconforto, isso pode ser sinal de alguma doença ginecológica.

É preciso ficar bastante atenta aos sinais. Também conhecida por leucorreia, a secreção de fluidos que sai pela vagina quando é anormal costuma arder, provocar dores durante as relações sexuais, coceira, tem uma coloração que aparenta ser amarelo tipo pus, amarelo-acinzentado, amarelo-esverdeado, branco-amarelado, etc.

O que causa o corrimento vaginal

O chá de aroeira pode combater os desconfortos do corrimento vaginal

Deve-se consumir a bebida três vezes ao dia (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

A doença pode ser adquirida através de falta de hábitos de higiene pessoal, relações sexuais sem o uso do preservativo, condições que alteram o PH e ou a flora bacteriana da vagina, candidíase, tricomoníase, clamídia, Gonorreia, HPV, entre outras.

Caso você note o aumento do volume dos fluídos vaginais, coceira, mal cheiro ou qualquer outro tipo de incômodo, procure a ajuda de um ginecologista que possa avaliar de perto o seu problema.

Veja também: Receitas de chás afrodisíacos para mulheres

Remédio natural para corrimento vaginal

E para ajudar a controlar o corrimento vaginal, você também pode fazer uso de chá de aroeira para combater o problema.

A bebida pode ser utilizada para lavar a região genital e também para ser ingerida. O indicado é consumir o chá de aroeira três vezes ao dia.

Chá de aroeira para corrimento vaginal

Veja também: As propriedades do chá de alquemila: o chá da mulher

Ingredientes

  • 100 g de casca de aroeira
  • 1 L de água

Modo de preparo

Coloque a água para ferver e acrescente as cascas de aroeira no líquido. Deixe ferver por cerca de dez minutos e consuma ainda morno.

Veja também: Chá da erva-de-São-Cristóvão: um aliado das mulheres