Publicado por Redação

A combinação de ervas na hora de preparar um chá é comumente utilizada, sobretudo pela necessidade de agregar diferentes propriedades no combate de certos tipos de enfermidades. Nesse texto, você vai conhecer um pouco mais sobre o chá de aroeira com barbatimão, assim como suas propriedades, benefícios em quais as doenças que essa mistura pode combater.

Ambas as plantas são bem conhecidas no território brasileiro, porém, mesmo se tratando de ingredientes extraídos da natureza, a consulta médica não deve ficar em segundo plano, já que o sucesso do tratamento vai depender da forma com que o organismo do paciente vai reagir. Fora isso, a alergia é uma reação que não pode ser dispensada, o que também está ligado a reação de cada paciente.

Propriedades da aroeira

A aroeira é uma planta que pertence à família das Anacardiaceae, que é bem abrangente: possui entre 60 e 80 gêneros, com mais de 600 espécies conhecidas. A mais indicada para o consumo é a aroeira mansa. Essa planta possui propriedades adstringente, balsâmico, cicatrizante, diurético, laxante, depurativo, afrodisíaco, tônico, antiespasmódico, emenagogo, antileucorreico, anti-inflamatório e bactericida.

Dessa forma, a aroeira pode ser usada no tratamento de reumatismo, febre, diarreia, gota, doenças sexualmente transmissíveis como leucorreia, ínguas e sífilis e dores ciáticas. Ela também entra como agente no tratamento de inflamações diversas e feridas. Além do mais, as propriedades diuréticas da planta auxilia quem tem problemas urinários. Dependendo do caso, o chá da aroeira pode ser usado na forma interna ou para banhos.

Propriedades do barbatimão

Encontrada em várias regiões do Brasil, desde o Amapá até o Paraná, a planta tem o nome de origem indígena. Ele é bastante utilizado pelos índios em rituais, para pintar o corpo. Entre as propriedades relacionadas ao uso da planta, destaque para as ações adstringente; anti-hemorrágica; antisséptica; antibacteriana; antiblenorrágica; antidiabética; antidiarreica; antiescorbútica; antileucorreica; cicatrizante; coagulante sanguíneo; diurética; emética; oftálmica e tônica.

Os benefícios do barbatimão estão divididos de acordo com o material utilizado. Por exemplo, se as cascas forem utilizadas a planta pode auxiliar o tratamento de doenças na pele, úlceras, afecções na garganta, anemias, diarreia, hemoptises, gastrite, câncer e diabetes. Além disso, pode atuar no combate corrimento vaginal, gonorreia, catarro uretral e vaginal, leucorreia e hemorragia uterina.

Se a parte utilizada forem as folhas, é possível ter uma ação tônica no corpo, aumentando a vitalidade dos tecidos e deixando o organismo ainda mais revigorante. Além deste benefício, as folhas atuam aumentando a produção de urina e combatem a hérnia.

Chá de aroeira com barbatimão pode ajudar a tratar de câncer a diabetes

Foto: depositphotos

Como preparar o chá de aroeira com barbatimão

Depois de conhecer de forma isolada todas as propriedades e benefícios da aroeira e do barbatimão, chegou a hora de conhecer como atua a combinação das mesmas no organismo. Na forma de chá, essas duas plantas misturadas podem tratar problemas relacionado a febre, baixando a temperatura e acabando com a sensação de indisposição. A bebida também é recomendada para acelerar a cura de problemas decorrentes de bactérias e vírus, como a dor de garganta, por exemplo.

Suas propriedades também são bastantes aproveitadas quando o caso em questão envolve o tratamento de doenças sexualmente transmissíveis e o corrimento vaginal entre as mulheres.

Como preparar o chá de aroeira com barbatimão

Ingredientes:

  • 200 ml de água filtrada;
  • 1 colher (de sopa) de folha de aroeira
  • 1 pedaço de casca de barbatimão.

Modo de preparo:

Com ajuda de uma panela com tampa, coloque a água para ferver. Assim que começar a apresentar os primeiros sinais de ebulição, acrescente a aroeira e o barbatimão e deixe ferver por dois minutos. Passado esse tempo, desligue o fogo e espere cerca de 10 minutos. Lembre-se de permanecer com o recipiente tampado. Depois, basta coar a bebida.

Veja mais!