Publicado por Redação

Quando o assunto está relacionado a saúde dos bebês, tudo fica muito mais minucioso. Sobre a utilização de chás, não há quem não tenha dúvidas sobre o tipo de erva que é liberado ou então a dosagem: os bebês podem tomar chás a partir de que idade? Se você ainda não se fez essa pergunta, certamente já ouviu alguém que estivesse com a dúvida plantada na cabeça.

É bom que sempre se leve uma verdade em mente: apesar de se tratar de remédios alternativos feitos a partir da utilização de ingredientes naturais, nem todo chá é recomendado para o tratamento dos bebês.

O mais seguro é buscar orientação com o médico, no caso dos bebês, os pediatras. Essa ação pode evitar problemas de saúde, como a incidência de cólicas e enjoos.

Bebês podem tomar chá?

De acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), até os seis meses de idade, o bebê deve ser alimentado única e exclusivamente pelo leite materno. Porém, especialistas no saúde dos bebês indicam que alguns chás podem ser inseridos no dia a dia dos bebês a partir dos seis meses de idade. Essa mesma recomendação vale para outros alimentos.

Até os seis meses, o bebê deve ser alimentado exclusivamente pelo leite materno

Nem todo chá é recomendado para o tratamento dos bebês (Foto: depositphotos)

A justificativa para que esse prazo seja respeitado é não sobrecarregar os órgãos dos pequenos, já que a maioria deles ainda estão em desenvolvimento.

Certos tipos de chás possui poder estimulante, diurético, além de outros que não farão bem a eles. Na relação “chás x crianças” pequenas exigências devem ser seguidas quanto aos tipos dos chás ideais para determinado tratamento.

Veja também: Benefícios do chá de erva cidreira para bebês

Quando dar o chá ao bebê?

Segundo a nutricionista Karine Durães, “um chá pode fazer parte da refeição, com finalidade terapêutica ou acompanhando, por exemplo, uma fruta se a criança gostar. Importante que o chá seja sem açúcar”, diz.

Sobre o açúcar, a recomendação é que esse ingrediente só seja inserido na dieta da criança a partir dos dois anos de idade, o mesmo vale para o chá que, quando inserido, deve ser sem açúcar.

É importante que a mãe tenha sempre ciência de que o leite é a melhor opção para suprir o organismo do bebê desde o nascimento. Além do mais, como os órgãos ainda estão em desenvolvimento, não suportam grande quantidade de alimento e nutrientes. O estômago do recém-nascido, por exemplo, é muito pequeno e, se ele tomar chá no lugar de uma das mamadas, encherá a barriga e deixará de absorver os nutrientes e vitaminas presentes no leite materno.

Os chás recomendados para os bebês

Antes de inserir qualquer chá na rotina do bebê, é importante que o médico seja consultado. Nesse sentido, os chás recomendados para os bebês são aqueles tidos como mais leves. Entre eles, a erva doce, camomila, erva cidreira e hortelã estão entre os mais populares e inofensivos para os pequenos. Mas, é sempre bom levar em consideração que a dosagem pode ser fator determinante, devendo ser prescrita pelo médico.

Como dar chá ao bebê

Geralmente a forma correta de dar chá para os bebês é a partir do uso de uma colherinha pequena. Na hora de preparar a bebida, opte sempre por ervas frescas ou orgânicas. Depois de ferver a água, coloque a erva desejada e deixe-a em infusão por três ou cinco minutos.

Antes de oferecer para o bebê, deixe esfriar um pouco. Entre os benefícios que as ervas podem trazer para os bebês está o poder de acalmar e melhorando o sono.

As cólicas, comum entre os bebês nos primeiros meses de vida deve ser tratada apenas com o leite materno. Segundo alguns especializas, nem a água é recomendada para ser integrada ao dia a dia dos pequenos. Nessa fase, o intestino ainda está em processo de amadurecimento, o que pode interferir no bem-estar do bebê. Além disso, o bebê pode ter alergia aos componentes do chá e não existe qualquer comprovação de que os chás reduzem as cólicas.

Os chás não-recomendados para os bebês

Após os seis meses de idade, e a partir do acompanhamento do pediatra, o chá pode ser inserido na vida dos bebês. Lembrando que eles devem ser sempre sem açúcar. Porém, algumas ervas não são indicadas, justamente pelo fato delas possuírem efeitos estimulantes e pela alta dosagem de cafeína, como é o caso do chá-mate, preto e verde.

Na dúvida sobre a idade ideal para começar a dar chá ao bebê ou o tipo de erva usada para preparar a bebida, não hesite em procurar um pediatra.

Aprenda a fazer uma festa temática com chá para crianças

Veja mais!